A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Novembro de 2017

09/06/2009 07:28

Exército desiste de vender área na rua Joaquim Murtinho

Redação

Após o fracasso do leilão e das negociações com a prefeitura de Campo Grande, o CMO (Comando Militar do Oeste) desistiu de vender a imóvel do Exército localizado na Rua Joaquim Murtinho, no centro de Campo Grande.

Sem recursos, o órgão também desistiu de construir um novo quartel e transformar a Polícia do Exército de companhia em batalhão.

Avaliada em R$ 11,7 milhões, o terreno de 53 mil metros quadrados não atraiu nenhum comprador durante o leilão realizado em maio do ano passado.

Na ocasião, o CMO pretendia realizar uma permuta. Em troca do imóvel, o arrematador construiria o novo prédio da Polícia do Exército, centro de comunicação e até um prédio em Cuiabá.

Segundo o chefe da Seção de Patrimônio do Comando da 9ª Região Militar, coronel Carlos Alberto José da Silva, não houve avanço nas negociações do CMO com o prefeito Nelsinho Trad (PMDB). Após o fracasso na negociação, o Exército ofereceu o imóvel para a prefeitura para uma permuta.

Com a mudança de comandante do CMO neste ano, as prioridades também mudaram. Coronel Silva explicou que, por enquanto, a Polícia do Exército continua como companhia. A proposta de ampliar o efetivo e transformá-la em batalhão foi arquivada.

Inicialmente, quando o Exército decidiu vender o imóvel, vários grupos empresariais manifestaram o interesse em adquirir o imóvel para transformá-lo em igreja, supermercado, shopping ou até unidade residencial.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions