ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Extraditado, traficante Pavão será levado por avião da PF para SC

Mesmo preso no Paraguai, Pavão continuava sendo um dos principais fornecedores de maconha e cocaína

Por Aline dos Santos | 28/12/2017 07:10
Pavão (de colete) chegou às 6h em aeroporto paraguaio para extradição. (Foto: Senad Press)
Pavão (de colete) chegou às 6h em aeroporto paraguaio para extradição. (Foto: Senad Press)

O narcotraficante sul-mato-grossense Jarvis Gimenes Pavão, 49 anos, chegou às 6h da manhã ao aeroporto de Luque, próximo a Assunção, capital do Paraguai, para ser extraditado ao Brasil, onde vai cumprir 17 anos de prisão. Após uma série de decisões judiciais, que vetavam e liberavam a extradição, ele deve embarcar nesta quinta-feira (dia 28) em um avião da PF (Polícia Federal).

Conforme o jornal ABC Color, ele deve ser levado para Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Mesmo preso no Paraguai, Pavão continuava sendo um dos principais fornecedores de maconha e cocaína para o Brasil, segundo a denúncia feita em um documento encaminhado pela Justiça do Rio Grande do Sul para a Justiça paraguaia.

De acordo com o relatório, 850 quilos de cocaína e 420 quilos de maconha retidos em 12 apreensões feitas nos últimos meses tiveram Jarvis Pavão como responsável pelo envio ao território brasileiro.

Ainda segundo o documento, Pavão comandava o narcotráfico da cela luxuosa que tinha construído no presídio de Tacumbu e continuava fazendo o mesmo do quartel de um grupo de elite da Polícia Nacional, para onde foi levado em julho do ano passado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário