A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

01/11/2008 16:00

Família da Capital aguarda exame sobre troca de bebês

Redação

As famílias de Miriam Anderson e Ana Cláudia Maciel aguardam o resultado do exame de DNA para comprovar se elas foram trocadas ao nascer no Centro Obstétrico Doutor Benedito Gonçalves Pereira Nunes, em Campos dos Goytacazes (RJ), em 1977. Miriam e a mãe que a criou, Eliza Peçanha, moram em Campo Grande e foram para o Rio de Janeiro na terça-feira fazer o teste ontem e a angústia poderá ter fim na próxima semana, quando o exame deverá ser concluído.

Miriam deveria voltar na segunda (03/10), mas resolveu esperar pelo resultado no Rio de Janeiro. Ela diz que situação é difícil e que a mãe chora devido ao problema. Em entrevista ao Campo Grande News, Miriam revela que se o exame comprovar a troca, manterá contato a nova família.

Nascimento - Eliza Peçanha, de 48 anos, teve sua primeira filha aos dezessete. Ela mudou-se com a família para Campo Grande seis anos depois.

Quando Miriam completou dezessete anos, percebeu durante uma aula de genética que seu sangue não era compatível com o dos pais. Surgiu assim a suspeita de que talvez não fosse filha biológica da família.

A família passou a evitar o assunto.

Beneficiados pelo Novo Fies têm até 30 de novembro para aditar contratos
Vai até o dia 30 de novembro o prazo de renovação de contratos do Novo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Cerca de 50 mil estudantes assinaram...
Sem acertadores, Mega-Sena acumula e pode pagar até R$ 37 milhões no sábado
Mais uma vez a Mega-Sena não teve acertadores e acumulou e agora, pode pagar até R$ 37 milhões para o próximo sorteio de sábado (17). O sorteio de ho...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions