A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/01/2008 08:26

Febre Amarela: Bonito não merece estigma, diz secretário

Redação

O secretário de Turismo de Bonito, Augusto Barbosa Mariano, mostrou preocupação em relação à imagem da cidade após confirmação de caso de febre amarela em turista paulista que esteve no município entre o fim do ano passado e início deste. Ele afirma que as ações de vigilância são firmes na cidade e põe em dúvida a probabilidade de a mulher ter contraído a doença durante a visita à cidade.

Bonito é um dos principais destinos turísticos de Mato Grosso do Sul e do Brasil. Tem como atração principal o ecoturismo e por isso o contato com a natureza é intenso. Há informações, segundo a secretaria de Estado de Saúde, que a turista paulista teve contato com um macaco, que é o animal hospedeiro da doença.

Para Mariano, porém, as evidências não são tão fortes. Ele diz que entre dezembro e este mês 30 mil turistas estiveram em Bonito, no entanto não houve notificações da doença. "Este é o período de auge da dengue e no entanto só tivemos um caso. A Secretaria de Saúde gastou mais que o índice constitucional em Saúde. Nossas medidas de profilaxia são fortes e intensificados. Aqui não temos nenhum caso de febre amarela notificado", diz.

Para ele, é "temeroso" e precipitado" dizer que a turista contraiu a doença em Bonito. "Ela rodou mais de quatro mil quilômetros viajando. Além disso dos mais de 5,3 mil municípios do Brasil 3,6 mil tem potencialidades para serem transmissores", afirma. A turista saiu de São Paulo e foi ao Paraná. Chegou em Mato Grosso do Sul dia 27 de dezembro em Mato Grosso do Sul, em Dourados. Dia 28 ela foi para Bonito onde ficou até 2 de janeiro, quando voltou para São Paulo.

A febre amarela pode ser prevenida através de vacinação. A vacina dura 10 anos e gera efeito após 10 dias de aplicada. A dose é gratuita e encontrada em toda a rede pública de saúde.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions