A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/07/2010 17:06

Funcionária faz denúncia contra uso de copinho plástico

Redação

Com base em um estudo de uma pesquisadora da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), a técnica administrativa da unidade de Corumbá Waleska Mendoza apresentou nesta quinta-feira uma denúncia ao MPT (Ministério Público do Trabalho) contra o uso dos copinhos plásticos na entidade de ensino.

De acordo com a professora Doutora Sônia Corina Hess, os copos plásticos contém substâncias que podem reduzir a fertilidade masculina e causar câncer de próstata e, nas mulheres, provocar câncer de mama, útero e ovário.

No caso de mulheres grávidas, o risco, de acordo com o estudo, é de os bebês do sexo masculino nascerem com deformidades nos órgãos sexuais.

"Eu dei esse pontapé inicial para proteger a população", disse Waleska em entrevista ao Campo Grande News. "Quando entrei na universidade em 1987, havia xícaras para se tomar café, mas com o tempo foram substituídas", acrescentou.

Waleska considera uma incoerência o uso dos copinhos plásticos na mesma universidade em que foi feito o estudo sobre as substâncias nocivas daquele objeto.

A denúncia poderá ser encaminhada ao Ministério Público Federal se o MPT entender que não é da área de atuação daquele órgão, por não configurar relação trabalhista.

Cientistas internacionais há anos estudam os danos à saúde provocados por substâncias como o bisfenol A, contido em materiais plásticos.

De acordo com o Correio Braziliense, o MPF (Ministério Público Federal) já instaurou um inquérito civil público para investigar os supostos males provocados pela substância usada na fabricação de copos, potes, garrafas, mamadeiras, chupetas, brinquedos, celulares, computadores e peças de automóvel.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions