A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

25/09/2009 10:09

Gestor da Santa Casa é acusado de quebrar empresa na BA

Redação

Indicado para ser diretor administrativo da Santa Casa de Campo Grande, como o gestor hospitalar, o contador e administrador de empresas José Adolfo Oliveira da Silva, 56 anos, é acusado de quebrar um plano de saúde e prejudicar cerca de 3 mil usuários em Salvador (BA).

Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual) da Bahia, o Plano Assistência Médica Integral, do qual Silva era um dos gestores com José Andrade Brito, implementou "práticas abusivas" e desapareceu de forma "sorrateira" do mercado.

Em 2006, a promotora Joseane Suzart Lopes da Silva, denunciou que o plano negava aos usuários vários exames, limitava o atendimento e o período de internação hospitalar, não cobria as faturas geradas e incentivava a suspensão indevida dos serviços, provocando o descredenciamento sem comunicar à ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Ela ainda disse que os usuários do plano eram obrigados a pagar as mensalidades, mas quando precisavam de atendimento médico, eram obrigados a arcar integralmente com as despesas médicas ou recorrer ao SUS (Sistema

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions