A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

08/01/2019 13:56

Governo apresenta queda de crimes e aposta em tecnologia no trabalho policial

Novidades no trabalho das corporações policiais, a exemplo da PRE, foram apresentadas após reunião entre o governador Reinaldo Azambuja e o secretário de segurança pública, Antônio Carlos Videira

Izabela Sanchez
Do lado esquerdo o secretário de segurança pública Antônio Carlos Videira, o secretário de governo Eduardo Riedel e o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Marina Pacheco)Do lado esquerdo o secretário de segurança pública Antônio Carlos Videira, o secretário de governo Eduardo Riedel e o governador Reinaldo Azambuja (Foto: Marina Pacheco)

O governo de Mato Grosso do Sul exibiu, na manhã desta terça-feira (8), índices criminais em queda no ano de 2018 e aposta, agora, no fortalecimento da tecnologia para otimizar o trabalho da polícia. Os índices de criminalidade em Mato Grosso do Sul, além de novos projetos para a inteligência policial, foram apresentados após reunião entre o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o secretário titular da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), Antônio Carlos Videira.

“Nós fizemos primeiro uma reunião com todos aqueles que vão compor nos próximos 4 anos as estruturas de comando da segurança pública, apresentamos os números de todas as ocorrências, a diminuição da criminalidade em Mato Grosso do Sul, que caiu em praticamente todos os níveis, só teve aumento nos feminicídios”, comentou.

O governador destacou que uma das mensagens do encontro é o investimento em tecnologia na segurança pública. Ele citou, como exemplo, o monitoramento das frotas da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), que será implementado, também, no DOF (Departamento de Operações de Fronteira).

“Vamos poder saber onde estão as viaturas por GPS, as abordagens que são feitas, as câmeras de segurança, para, através de tecnologia e inovação, facilitar a vida do cidadão. Os totens para fazer boletim de ocorrência virtual”, comentou.

Outro ponto que o governo pretende fortalecer é o compartilhamento das filmagens de câmeras privadas, a exemplo da parceria realizada junto com a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). “Usar as câmeras é algo inteligente e moderno”, declarou o governador, que afirma que a tecnologia será monitorada através de uma central.

Para o secretário, o uso da tecnologia é uma das apostas da gestão. “Vamos usar a tecnologia para que o efetivo policial possa estar atendendo diretamente a população”, opinou. “Mato Grosso do Sul registrou redução em 11 dos 12 tipos penais que nós monitoramos e grande parte se deve à otimização dos meios de tecnologia”, destacou.

Reuniu trouxe representantes da segurança pública do estado (Foto: Marina Pacheco)Reuniu trouxe representantes da segurança pública do estado (Foto: Marina Pacheco)

Redução de crimes – Os dados apresentados pelo governo mostram redução em 11 tipos de infrações penais. O homicídio doloso teve queda de 14%, com 443 casos em 2018, comparados aos 515 registrados em 2017. O homicídio culposo no trânsito reduziu 11,9%; o roubo seguido de morte se manteve, com 23 casos; feminicídio aumentou 14,8% e os crimes de roubo diminuíram 15%.

Além dessas tipificações, o roubo de veículo caiu 16,4%; roubo em residência diminuiu 25,5%, assim como furto em residência, que caiu 17,9%. Os crimes de furto em veículo caíram 2,1%, os de roubo em via pública, 13,4%, e de roubo em estabelecimento comercial, 31%.

O secretário enfatiza que o combate ao tráfico interno, principal motivo dos crimes contra o patrimônio, será um dos focos de 2019. Videira ainda declarou que o uso de tecnologia vai coibir os crimes de furto, decorrência do universo do tráfico.

“Com tecnologia, investigação e disponibilizado sobretudo ao cidadão e ao policial as imagens de câmeras. Quando você tem acesso às vias públicas, você consegue reprimir crimes praticados contra o patrimônio. As vezes você não tem uma câmera no local que ocorreu o fato, mas tem uma câmera próxima para fornecer dados importantes”, comentou.

Fronteira – O uso de câmeras, comentou, já é utilizado nos 8 municípios da faixa de fronteira que geraram, segundo ele, redução dos índices criminais. O secretário citou o exemplo da cidade de Coronel Sapucaia, a 400 km de Campo Grande. Outra mudança para diminuir os crimes na região de fronteira, conforme o secretário, é retirar policiais que estão no setor administrativo para atuar nas faixas.

O governador afirmou que os crimes, ainda assim, tem ocorrido principalmente no Paraguai. Segundo o chefe do executivo estadual, dentro do Brasil, as ocorrências diminuíram. O assunto, ainda assim, será o principal tema de reunião entre o governador e ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM). “Se vier uma parceria do governo federal teremos uma presença maior e vai diminuir os índices. Dia 24 vamos saber qual a linha do governo federal na questão das fronteiras”, declarou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions