A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

02/06/2009 08:26

Greve mobiliza 60% dos funcionários da Embrapa

Redação

O movimento grevista de funcionários da Embrapa mobilizou mais da metade dos trabalhadores da unidade de Campo Grande. Dos 200 que compõem o quadro, 60% estão em frente à empresa, situada na BR-262, na Vila Popular, em uma manifestação pacífica pelo cumprimento do acordo coletivo firmado no ano passado.

Convocado pelo Sinpaf (Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário), o movimento é realizado em todo País. De acordo com o presidente da entidade em Mato Grosso do Sul, Vanderlei Severino da Silva, os trabalhadores reivindicam a manutenção de um acordo federal coletivo firmado em 2008, cuja validade ia até 30 de abril deste ano.

Ele explica que o acordo anual costuma ser prorrogado até que o novo seja definido. Mas, neste ano, a empresa suspendeu os benefícios concedidos no ano passado, o que foi apontado como estopim para a greve.

No ano passado, a Embrapa concordou em pagar de 20% a 40% do salário-base dos funcionários. Como a legislação dá brecha para que o valor seja pago sobre o salário mínimo, a empresa suspendeu o benefício já neste mês, sem discutir o assunto, reclama o sindicato.

Além de não aceitar a redução, os trabalhadores alegam trabalhar em péssimas condições, principalmente nos laboratórios. De acordo com o presidente do Sinpaf, não existem áreas específicas de pesquisa e os funcionários manuseiam produtos químicos sem as condições adequadas. "Essa é a realidade dos laboratórios da Embrapa no país inteiro", afirma.

Outras reivindicações do movimento grevista são 15% de reposição da perda salarial, auxílio-creche e reajuste de R$ 1,00 no kit alimentação.

Nesta manhã, os funcionários que aderiram à greve devem permanecer em frente à sede. Os que não quiseram participar do movimento continuam com as atividades normais.

Motoristas envolvidos em contrabando terão habilitação cassada
O motorista que for condenado por dirigir veículo usado para receptação, descaminho ou contrabando de mercadorias terá sua carteira de habilitação ca...
STF decide que Ministério Público pode cobrar multas de ações penais
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (13) que o Ministério Público tem competência para ajuizar ações de cobrança de multas definidas em con...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions