A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/07/2013 08:28

HU enfrenta surto e 80 pessoas apresentam sintomas da gripe suína

Bruno Chaves e Edivaldo Bitencourt

Um surto de gripe suína, causado pelo vírus influenza H1N1, atingiu o Hospital Universitário de Campo Grande. Cerca de 80 funcionários apresentaram os sintomas da doença e 18 foram afastados do serviço temporariamente. Três casos já foram confirmados pelo Laboratório Central.

Segundo o coordenador do Sista-MS (Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino do Estado), Lucivaldo Alves dos Santos, a doença atingiu técnicos-administrativos, médicos e prestadores de serviços da instituição, que é ligada à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

“Não podemos afirmar se são servidores da universidade ou se são terceirizados. Por lá passa um volume de pessoas muito grande. São docentes, alunos, terceirizados, servidores e outros. A informação que temos é da Vigilância Sanitária”, afirma.

Sobre os afastamentos, o presidente do sindicato também afirma que é complicado saber o real motivo do desligamento temporários das atividades. Ele conta que o HU trabalha com uma média de 5% a 10% de afastamento por atestados médicos dos mais variados tipos.

Mas ele garantiu que as pessoas afastadas por suspeita de infecção de H1N1 já realizaram os exames e aguardam os encaminhamentos.

Até terça-feira, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a gripe suína causou a morte de quatro pessoas na Capital, sendo duas pelo vírus H1N1 e pelo H3N2. Outras 12 mortes podem ter sido causadas pela doença, mas ainda dependem da confirmação do laboratório. São 366 casos suspeitos da doença no Estado.

A reportagem tentou contato com o Hospital Dia do HU para obter informações acerca dos afastamentos e do surto gripal, mas não conseguiu contato com os médicos responsáveis e enfermeiros chefes.

Gripe suína pode ser causa da morte de adolescente em Bandeirantes
A Secretaria Municipal de Saúde de Bandeirantes, a 70 quilômetros de Campo Grande, investiga a morte de uma adolescente de 14 anos por suspeita de H1...
Gripe suína pode ter matado 16 pessoas em MS e já supera 2012
A Secretaria Estadual de Saúde (SES) investiga mais cinco mortes causadas pela vírus influenza H1N1, mais conhecida como gripe suína, em Mato Grosso ...
Este ano, Ministério já repassou 2.5 mi doses de antiviral contra H1N1
Depois de morte sob suspeita de gripe provocada pelo H1N1 em Mato Grosso do Sul, o Ministério da Saúde divulgou nota esclarecendo sobre repasses de m...


A imprensa poderia ajudar divulgando os sintomas para que a população fique mais alerta, ao invés de só publicar as mortes e epidemias...
 
Liliane Freitas em 18/07/2013 13:20:19
nosso governo pra economizar escolhe as faixas etárias a serem vacinadas, na verdade seleciona quem pode morrer, nossos deputados com certeza se vacinaram com o salário altissímo que o pagamos(impostos) e, se fazem de surdos e mudos, vão esperar o caos pra tomar atitude decente e vacinar todos.
 
claudenir a a angelo em 18/07/2013 12:26:50
Que absurdo, será que essas pessoas não tomaram a vacina, porque pelo que eu saiba os profissionais da saúde tem a vacina grátis.
 
alice silva em 18/07/2013 11:02:39
A saúde neste estado, apesar das propagandas do Governo Estadual, está um caos.
Falta gestão responsável e competente. E a CPI da Saúde, deve acabar em PIZZA.
Como diz o Bóris " ISTO É UMA VERGONHA".
 
Samuel K. Ramos em 18/07/2013 09:00:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions