A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/11/2013 11:24

Idoso que asfixiou esposa chorou em depoimento e disse estar arrependido

Graziela Rezende

O transportador de cargas aposentado, Henrick Przybylek, 76 anos, permanece preso na 4ª Delegacia da Capital, três dias após confessar o assassinato da esposa, no imóvel do casal no bairro São Francisco, em Campo Grande. Segundo a delegada Marília de Brito, responsável pelas investigações, o suspeito chorou muito e apresentou confusão mental em depoimento.

“Como ele possui idade avançada, pode alegar necessidades médicas e não permanecer na cadeia. Mas isso tudo depende do juiz, já que existem casos de pessoas que permaneceram presas nas mesmas condições. Em depoimento, Henrick apresentou confusão mental quando falava do crime e ainda chorava muito, falando o tempo todo em arrependimento”, afirma a delegada.

Como o idoso não soube explicar ao certo a causa da morte, já que inicialmente ele falou em estrangulamento e depois em asfixia pelo travesseiro, a delegada diz que aguarda o resultado pericial. “Temos algumas pendências para concluir o inquérito. No entanto Henrick já foi indiciado pelo homicídio qualificado, cuja pena mínima é de 12 anos”, explica a delegada.

Henrick passava por tratamento psiquiátrico e não possuía antecedentes criminais. No início da manhã de sexta-feira (8), ele teria cometido o crime e, em seguida, informou a filha sobre “algo errado” em sua casa. Kumiê Matsui, 65 anos, foi encontrada deitada em sua cama.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions