A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Junho de 2017

18/05/2015 11:45

Após 8 meses, Justiça manda Sesai regularizar abastecimento de água

Caroline Maldonado
Comunidade recebe menos água do que o volume necessário, segundo MPF (Foto: Racismo Ambiental)Comunidade recebe menos água do que o volume necessário, segundo MPF (Foto: Racismo Ambiental)

Há oito meses, a falta de água prejudica moradores da aldeia Arroio Korá, em Paranhos, a 469 quilômetros de Campo Grande. Segundo o MPF (Ministério Público Federal), a comunidade tem três caixas d'água que comportam o total de 36 mil litros de água. No entanto, apenas 16 mil litros são fornecidos semanalmente pela Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

O MPF conseguiu liminar na Justiça, que obriga a Sesai a solucionar o problema em 15 dias. Além do volume fornecido pela secretária estar abaixo do comportado pelos reservatórios, em dias chuvosos o fornecimento de água não é realizado. Conforme o MPF, as péssimas condições de acesso à aldeia dificultam a passagem dos caminhões-pipa.

Com a liminar, a Sesai fica obrigada a entregar, no mínimo, 30 mil litros de água potável aos moradores de Arroio Korá. Caso descumpra a decisão, o órgão está sujeito a multa diária de R$200,00.

A assessoria de imprensa da Sesai se comprometeu a enviar um esclarecimento sobre a situação e seu posicionamento frente a decisão judicial.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions