A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

17/01/2018 17:27

Após morte de homem que veio a MS, saúde mantém recomendação sobre febre amarela

Vítima morreu em SP, mas família acredita que ela contraiu a doença em Dourados nas festas de fim de ano

Guilherme Henri e Anahi Gurgel
Na Capital teve aumento na procura pela vacina nos postos de saúde (Foto: Paulo Francis)Na Capital teve aumento na procura pela vacina nos postos de saúde (Foto: Paulo Francis)

Depois da morte de um homem que veio ao Estado, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) mantém as recomendações sobre a imunização por meio da vacina, principalmente para viajantes de áreas consideradas de risco.

A vítima de 56 anos morreu no domingo (14) em Santo André (SP) com suspeita da doença. A família acredita que ele contraiu a doença em Dourados – a 233 quilômetros da Capital – onde passou as festas de fim de ano.

Por meio de nota, a secretaria esclareceu que até o momento não foi comunicada oficialmente sobre o caso. Mas, vai verificar junto à secretaria de saúde do município em SP para obter mais informações sobre o paciente e verificar se há alguma relação com Mato Grosso do Sul.

“A Secretaria de Estado de Saúde segue com as recomendações preconizadas pelo Ministério da Saúde, intensificando as orientações para que as pessoas que ainda não se vacinaram, que procurem uma unidade de saúde. Principalmente para pessoas que vão para regiões endêmicas, é imprescindível que elas tomem a vacina antes da viagem. A mesma recomendação vale para pessoas que vem para Mato Grosso do Sul, de regiões não endêmicas. Estas orientações estão sendo encaminhadas para todos os municípios desde o ano passado, por recomendação do Ministério da Saúde”.

Unidade básica de Saúde no Tiradentes (Foto: Paulo Francis)Unidade básica de Saúde no Tiradentes (Foto: Paulo Francis)

Procura - Em Campo Grande, de acordo com relatos de funcionários da UBS (Unidade Básica de Saúde) Tiradentes houve aumento na procura pela vacina da febre amarela.

“Hoje pelo menos 20 pessoas vieram se vacinar porque irão viajar, mas não informaram o destino”, relatou atendente, que preferiu não se identificar.

“Quarta-feira aqui a procura é grande. O atendimento é por ordem de chegada e, caso há muita demanda, são distribuídas senhas para as pessoas”, complementa.

No local, Júlio César Gonçalves, 38 anos, foi informado nesta tarde de que a vacina contra febre amarela só é aplicada ali às quartas-feiras e a BCG às quintas.

“Terei que voltar amanhã para conseguir. Preciso apresentar vacinação contra hepatite B, febre amarela, tríplice viral e dupla adulto para iniciar no novo emprego como assistente de frota”, explicou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions