A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

10/01/2014 14:23

Assentados que tomavam água contaminada terão sistema de abastecimento

Zana Zaidan
Poços foram perfurados pela Funasa/MS em parceria com o Incra/MS (Foto: Divulgação)Poços foram perfurados pela Funasa/MS em parceria com o Incra/MS (Foto: Divulgação)

O assentamento São Gabriel, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, recebeu três poços para distribuição e abastecimento de água. Até então, pelo menos 300 famílias de assentados recorriam a uma nascente próxima, porém contaminada, e a caminhões pipa.

Após tentativas de implantação de um sistema de abastecimento, a água não chegava a todas as casas, e quando chegava, não atendia a todas as necessidades diárias. Agora, os poços levarão água adequada para consumo humano a todos os moradores para, assim, evitar problemas de saúde provocados por contaminação.

O trabalho foi feito pela Funasa/MS (Fundação Nacional de Saúde em Mato Grosso do Sul) em parceria com o Incra/MS (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), por meio de obra direta.

Os dois primeiros poços perfurados têm 44 metros de profundidade cada. Ambos apresentam vazão de 23 m³/h (metros cúbicos de água por hora). O terceiro foi perfurado com profundidade de 172 metros e tem vazão de seis mil litros de água por hora.

Para o superintendente da Funasa/MS, Pedro Teruel, o objetivo é evitar problemas de saúde por causa de água contaminada, pois sem saúde a população recorre aos hospitais e postos de saúde, o que aumenta os gastos públicos. “A Funasa está sempre pronta para ajudar no que for necessário para melhorar a qualidade de vida dos assentados, e consequentemente, as condições de trabalhos que lá são desenvolvidos para geração de renda”, comenta Teruel.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions