A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

04/10/2018 21:41

Brasileiros são presos com armamento de guerra em 'célula' do CV no Paraguai

Armamento seria usado em ataque a presídio onde está detido o chefe da facção, Marcelo Piloto

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Arsenal de guerra seria usado em ataque à presídio para resgate de narcotraficante. (Foto: Divulgação) Arsenal de guerra seria usado em ataque à presídio para resgate de narcotraficante. (Foto: Divulgação)

Investigadores da Senad (Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas) da policia Paraguai, apreenderam um verdadeiro arsenal de guerra, encontrado em umas das sedes de atuação da facção CV (Comando Vermelho) no bairro de San Vicente em Assunção, capital do Paraguai.

Ao menos sete rifles, 15 pistolas, munições de grosso calibre, carregadores, equipamentos de comunicação, explosivos, dentre outros armamentos, foram encontra e ainda estão sendo quantificados pelos oficiais.

Quatro homens e uma mulher, todos brasileiros e membros do CV foram presos no local. Também foi encontrado na "célula" da facção, um caderno com as anotações dos planos do grupo. 

De acordo com o setor de inteligência da policia Paraguaia a quadrilha planejava usar o arsenal para resgatar da prisão, Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, um dos bandidos mais procurados do Brasil, preso em dezembro do ano passado no Paraguai.

Piloto está preso na sede da Agrupación Especializada, em Assunção. A mulher presa na ação desta noite, inclusive, era esposa de um outro criminoso que cumpre pena na mesma unidade prisional. Os cinco criminosos serão enviados para a sede do Senad, conforme o jornal paraguaio ABC Collor.

Resgate

Esta seria a segunda tentativa frustrada de resgate do traficante da prisão. Em fevereiro deste ano, dois homens foram presos por policiais civis e rodoviários federais no Rio de Janeiro, após o plano de fuga chegar ao conhecimento da Secretaria de Segurança do Rio por meio do disque-denúncia.

Eles foram detidos no município de Seropédica, região metropolitana do Rio, quando viajavam de ônibus para Foz do Iguaçu. A dupla tinha anotações criminais e estava em liberdade condicional. O plano de resgate era investigado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e de Inquéritos Especiais.

Procurado

Procurado por homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico, latrocínio e roubo, Marcelo Piloto foi preso em Encarnación, terceira maior cidade do Paraguai, localizada a 365 km da capital Assunção, na divisa com a Argentina. 

Escondido há anos no Paraguai, Marcelo Piloto era apontado como o principal fornecedor de drogas, armas e munições para as favelas do Rio de Janeiro controladas pelo CV (Comando Vermelho). 

Piloto foi preso em ação conjunta entre o serviço de inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio, Polícia Federal brasileira, policiais paraguaios e agentes norte-americanos. Ele é apontado como chefe do tráfico de drogas nas comunidades de Mandela I, II e II, no Complexo de Manguinhos, na Zona Norte do Rio.

Dois dos criminosos presos na ação desta noite (04). (Foto: Divulgação) Dois dos criminosos presos na ação desta noite (04). (Foto: Divulgação)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions