A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

07/04/2011 16:55

Cacique de Dourados denuncia violência em aldeias da região

Paula Maciulevicius

Lideranças indígenas pedem policiamento ostensivo nas aldeias Bororó e Jaguapiru

Lideranças da região questionam se a Polícia estaria proibida de entrar das aldeias e pedem policiamento ostensivo. (Foto: Hedio Fazan) Lideranças da região questionam se a Polícia estaria proibida de entrar das aldeias e pedem policiamento ostensivo. (Foto: Hedio Fazan)

O cacique da tribo Guarani Renato de Souza, de Dourados e outras lideranças de Caarapó e Maracaju estiveram na terça-feira (5), na Assembléia Legislativa, em Campo Grande, para reivindicar segurança na Reserva Indígena de Dourados e outros municípios.

Conforme o site Dourados Agora, Renato e outros indígenas foram recebidos em audiência na Assembléia onde também estavam delegados e promotores. De acordo com ele, os índios querem policiamento ostensivo nas aldeias Bororó e Jaguapiru, em Dourados, onde se registra elevado índice de criminalidade.

As famílias estão apavoradas com a situação e dizem que perderam a liberdade de transitar pelas estradas vicinais, porque na região ocorrem assaltos à mão armada, espancamentos, estupros e outros crimes.

Segundo Renato, recentemente na Aldeia Bororó, duas crianças foram violentadas. Uma das vítimas, uma menina estuprada pelo próprio pai que é mestiço. Ele está preso em Dourados. A outra criança de apenas 6 anos, sofreu violência ontem por volta das 10 horas. A polícia está no encalço do acusado.

As lideranças da região questionam se a Polícia estaria proibida de entrar das aldeias. Caso não estejam, eles pretendem exigir a implementação de um posto policial fixo na entrada na Reserva.

De acordo com Renato, a violência na aldeia já chegou às escolas. Os alunos da Escola Francisco Meirelles reclamaram que pessoas invadiram o local e passaram a agredir os estudantes.

“Eles falaram que foi uma milícia que chegou para apartar uma briga de crianças. Teve um que veio armado com revólver, e surraram crianças. A escola não fica na aldeia, é na Missão Caiuiás, a chefia deveria ter impedido isto. E se acontecesse alguma coisa mais grave?”, questiona.

O cacique acredita que por tudo isto a presença da Polícia é necessária na Reserva de Dourados, como nas outras aldeias do estado. As lideranças pretendem ainda apelar ao Ministério Público, para denunciar a situação.

Jovem é atingida por tiros após discussão com homem em bar
Mulher de 20 anos ficou gravemente ferida ao ser atingida por dois tiros disparados por um homem que ainda não foi identificado. O crime aconteceu po...
Oficial da polícia reage a roubo no meio da rua e mata assaltante a tiros
Danilo Araújo Montania, 22, morreu ao ser atingido por tiros disparados por um homem que ele tentava roubar. O caso aconteceu na noite de ontem (25),...



Notícia sobre reserva de Dourados.
 
Lilian Ricci em 08/04/2011 10:28:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions