A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/02/2016 10:48

Chuva continua e aumenta estragos na cidade e zona rural

Estradas estão intransitáveis em Ponta Porã, onde prefeito já decretou situação de emergência por causa de chuvas recordes

Helio de Freitas, de Dourados
Volume de água rompeu barragem no distrito de Nova Itamarati (Foto: Divulgação)Volume de água rompeu barragem no distrito de Nova Itamarati (Foto: Divulgação)
Estrada da Represa Proibida, intransitável após chuva (Foto: Divulgação)Estrada da Represa Proibida, intransitável após chuva (Foto: Divulgação)

A chuva que atinge o município de Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, desde o início do ano, continua provocando estragos em várias regiões da zona rural, onde moradores do assentamento Itamarati estão ilhados por causa das estradas intransitáveis e na cidade ruas estão tomadas por buracos abertos pela enxurrada.

Conforme o coordenador de Defesa Civil, Mauro Camargo, o volume de chuvas sendo registrado em Ponta Porã está acima do normal. Somente em janeiro foram 214 milímetros, 10% maior que o volume histórico para o mês – 194,6 milímetros.

Até o dia 13 deste mês, quando foi divulgado o levantamento feito pela meteorologista Cátia Braga (CEMTEC/MS), já tinham sido registrados 45,4 milímetros em Ponta Porã, só que a chuva aumentou nesta semana e piorou ainda mais a situação, segundo Camargo.

O coordenador disse que para fazer a recuperação dos pontos mais críticos na região do distrito de Nova Itamarati seriam necessários pelo menos R$ 300 mil.

Segundo ele, em uma estrada que atende um grupo de famílias assentadas a força da enxurrada levou o aterramento da tubulação que serve para passagem da água da chuva e impediu o trânsito de pessoas e veículos. Os moradores foram orientados a pegar um desvio, aumentando o trajeto em 6 km.

Situação de emergência – Em função dos estragos provocados pela chuva, o município de Ponta Porã está em situação de emergência, decretado pelo prefeito Ludimar Novais (PDT).

Conforme o decreto, publicado na edição de sexta-feira (19) no Diário Oficial do Município, as constantes e intensas chuvas que atingem Ponta Porã desde o início de janeiro, com enxurradas, alagamentos e inundações de rios e córregos, resultaram na destruição e danificação de estradas, pontes e tubulações e causam prejuízos públicos.

Os prejuízos econômicos e sociais ocorrem principalmente no distrito de Nova Itamarati, afetando pelo menos 15 mil pessoas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions