ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 33º

Interior

Com apoio brasileiro, Paraguai faz nova investida contra roças de maconha

Na 41ª edição, Operação Nova Aliança ocorre em áreas de mata no departamento de Canindeyú

Por Helio de Freitas, de Dourados | 04/12/2023 08:27
Agente da Senad observa acampamento de narcotraficantes sendo queimado (Foto: Divulgação)
Agente da Senad observa acampamento de narcotraficantes sendo queimado (Foto: Divulgação)

Com apoio da Polícia Federal brasileira, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai desencadeou neste fim de semana a 41ª edição da Operação Nova Aliança, para destruir lavouras de maconha na linha internacional com Mato Grosso do Sul.

As ações ocorrem em áreas de mata e morros no departamento de Canindeyú. Nos primeiros dias da operação, foram destruídas 234 toneladas de maconha, causando prejuízo estimado de 7 milhões de dólares aos traficantes.

Boa parte das roças de maconha cultivadas em Canindeyú e Amambay (cuja capital é Pedro Juan Caballero) é controlada por facções criminosas brasileiras e quase toda a produção é destinada principalmente a São Paulo e Rio de Janeiro.

Bolsas com maconha picada em acampamento localizado pela Senad (Foto: Divulgação)
Bolsas com maconha picada em acampamento localizado pela Senad (Foto: Divulgação)

Na atual edição da Nova Aliança, 78 hectares de roças de maconha já foram erradicados. As forças especiais, com apoio de militares paraguaios e de helicópteros, já localizaram e destruíram 18 acampamentos usados para secar e embalar a maconha.

Conforme a Senad, as ações vão continuar pelos próximos dias, tendo como principal objetivo a destruição das roças e dos acampamentos, para causar prejuízo financeiro ao crime organizado.

Assim como ocorre em todas as operações, ninguém foi preso. As lavouras de maconha são cultivadas por trabalhadores pobres da fronteira, muitas vezes obrigados pelos traficantes a trabalhar no cultivo da droga.

Receba as principais notícias do Estado pelo WhatsApp. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias