A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/07/2016 15:38

Com feira tradicional, município completa 238 anos de história

Renata Volpe Haddad
Miranda completa 238 anos de história. (Foto: Oblatos de Cristo Sacerdote)Miranda completa 238 anos de história. (Foto: Oblatos de Cristo Sacerdote)

Miranda, a 201 km de Campo Grande, completa 238 anos neste sábado (16) com festividades que começaram na noite de ontem com a Fecir 2016 (Feira Ecológica Cultural Indígena e Rural).

O evento que acontece no Parque de Exposições do município a partir de 19h30, terá show com a dupla Guilherme e Falcão. Na feira, terá exposições de carros antigos e hoje e domingo acontece a tradicional cavalgada ecológica.

Amanhã (17) a dupla Lola e Vitória encerram a Fecir e as comemorações do aniversário. A entrada é franca.

Com cerca de 27 mil habitantes, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Miranda está localizada próxima ao Pantanal e pertence à microrregião do município de Aquidauana.

História - Segundo informações da Prefeitura de Miranda, o capitão João Leme do Prado e um grupo de pessoas desembarcaram na margem direita do rio, atualmente próximo à ponte do rio Miranda, escolhendo um sítio razoavelmente limpo para iniciar uma povoação e futuramente erguer um presídio. Estavam lançados os alicerces da vila Mondego, atual Miranda, precisamente no dia 16 de Julho de 1778.

Por Lei Provincial de 07 de Outubro de 1871, a Vila de Miranda foi elevada à categoria de município de Miranda, pertencendo ainda todo o território que hoje compreende os municípios de Aquidauana, Rio Brilhante, Dourados, Ponta Porã, Nioaque, Amambaí, Bela Vista, Porto Murtinho, Bonito, Paranaíba, Jardim, Guia Lopes da Laguna e Três Lagoas, sendo então o maior município de Mato Grosso. 

Nos primeiros 150 anos de existência de Miranda o rio foi o meio de transporte e que teve sua construção iniciada em 1905 na cidade de Bauru, passando por algumas mudanças em seu traçado nos anos de 1907 e 1908.

Segundo o traçado definitivo, a ferrovia deveria chegar até Corumbá, na fronteira sul-mato-grossense com a Bolívia, o que só ocorreu na metade do século. Em 1914, foi concluído o trecho principal, ligando Bauru às margens do rio Paraguai, no local chamado Porto Esperança; o trecho restante, até Corumbá, somente foi concluído em meados da década de 1950.

A estação de Miranda foi inaugurada em 31 de dezembro de 1912, tendo sido restaurada, primeiro pela Prefeitura Municipal e depois pelo Governo do Estado, abrigando hoje as secretarias de Turismo, Meio Ambiente e Recursos Hídricos; e de Habitação, assim como o Departamento Municipal de Trânsito.

Com as mudanças em relação à Estrada de Ferro, ganhou importância a BR-262, que faz a ligação Corumbá/Bolívia e a região Sudeste do Brasil.

Ação pede a transferência de presos detidos na delegacia de Bonito
O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com ação civil pública pedindo à Justiça que determine a transferência imediata de todos os presos prov...
Sicredi faz doação para reformas de quartos no Lar do Idoso de Dourados
A agência Integração do Sicredi de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - fez a doação de recursos para a reforma de 14 quartos no L...
UFMS oferece 16 vagas para professor de nível superior em Três Lagoas
Será aberto no próximo dia 1º de janeiro pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) as inscrições para preencher 16 vagas para professore...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions