ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Com fim da greve, caminhoneiros repassam doações a instituições de caridade

Mobilização em Batayporã chegou ao fim em Batayporã e manifestantes decidiram entregar donativos à Apae e para asilo

Por Humberto Marques | 30/05/2018 19:17
Manifestantes entregaram alimentos recebidos da população para duas entidades e deram fim ao protesto em Batayporã. (Foto: Jornal da Nova)
Manifestantes entregaram alimentos recebidos da população para duas entidades e deram fim ao protesto em Batayporã. (Foto: Jornal da Nova)

Com a desmobilização dos caminhoneiros, que começam a deixar o movimento grevista que se estendeu por dez dias pelo país, manifestantes que participaram de atos na região de Batayporã –a 311 km de Campo Grande– repassaram doações que receberam de simpatizantes do movimento a duas instituições de caridades.

De acordo com o Jornal da Nova, os caminhoneiros haviam se concentrado na rotatória que liga a MS-134 à MS-276, onde receberam, principalmente, alimentos da população local. Com o encerramento do acampamento nesta quarta-feira (30), muitos dos participantes do ato voltaram para suas residências.

Os alimentos que sobraram no local, alguns também pelos próprios manifestantes, acabaram entregues ao Asilo Lar Santo Antônio e à Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). “Em nome dos caminhoneiros, quero agradecer todo o apoio que a população local e vizinha (de Nova Andradina, que fica a poucos quilômetros de Batayporã) deu para o movimento. Paramos e hoje e vamos para casa, mas a luta continua”, declarou Maurício Paião, um dos participantes da concentração na localidade.

A greve perdeu força depois que o governo federal concordou em promover reduções no preço do diesel, tanto a parir da Petrobras como por meio de desonerações. O governo do Estado também anunciou o corte na alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e na pauta fiscal do combustível, desde que a paralisação fosse encerrada e os postos se comprometessem a permitir que a queda no imposto se refletisse nas bombas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário