A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

02/02/2019 10:49

Depois de incêndio, adolescente denuncia mãe por prostituição infantil

O caso aconteceu nesta madrugada. Após o combate as chamas, todos os envolvidos foram levados para a delegacia, onde a menina acabou relatando os abusos

Geisy Garnes
Suspeito de 25 anos foi preso em flagrante (Foto: Sidrolândia News)Suspeito de 25 anos foi preso em flagrante (Foto: Sidrolândia News)

Após um incêndio na casa em que morava, uma adolescente de 13 anos acabou denunciando a mãe por prostituição infantil em Sidrolândia –a 71 quilômetros de Campo Grande– na madrugada deste sábado (2). Na delegacia, a menina contou que era obrigada a manter relações sexuais com homens que a mulher levava para casa em troca de dinheiro.

Conforme informações do site Sidrolândia News, o incêndio começou na madrugada deste sábado e o Corpo de Bombeiros foi acionado. Na casa, estavam a adolescente e um rapaz, de 25, que não ficaram feridos. Enquanto os militares combatiam às chamas, o homem, visivelmente embriagado, começou a atrapalhar as equipes.

A Polícia Militar foi chamada para conter o suspeito e encontrou uma faca em sua cintura. Populares afirmaram ainda que o homem havia confessado minutos antes da chegada dos militares ter ateado fogo na casa, que pertencia a mãe da adolescente, e ele acabou preso.

As equipes ainda trabalhavam no local quando a proprietária da casa chegou. Mesmo com a presença dos policiais, mãe e filha começaram uma discussão e acabaram levadas para a delegacia, junto com o rapaz preso.

Revelação – No caminho, a menina de 13 anos contou aos policiais que namorava o suspeito e que o incêndio aconteceu durante uma briga entre os dois. Na versão dela, durante a discussão acendeu uma das bocas do fogão e quando percebeu as chamas já estavam sem controle.

Já na delegacia, ela continuou os relatos. Afirmou que quando mais nova foi estuprada pelo padrasto e que depois disso a mãe a obrigava a manter relações com vários homens em troca de dinheiro. Segundo o depoimento da menina, os abusos aconteceram até seus 11 anos.

O Conselho Tutelar acompanhou o caso e a Polícia Civil instaurou inquérito para investigar os crimes de estupro de vulnerável e prostituição infantil.

O suspeito de 25 anos também será investigado por estupro, já que mesmo consensual, manter relação sexual com menores de 14 anos é crime segundo o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). 

Pai é preso após abusar das filhas e obrigar enteados a estuprarem irmãs
Um homem de 31 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (28), em Campo Grande, suspeito de estuprar as duas filhas, de 8 e 9 anos. Além de cometer...
Justiça mantém pena para homem que estuprou cunhadas de 9 e 12 anos
Com a justificativa de que a Justiça ignorou laudo que caracterizou como indígena, e insuficiência de provas, um condenado por estupro das cunhadas, ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions