ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Detento é encontrado morto em cela após anunciar saída do PCC

“Japonês” chegou a ser um dos líderes da facção em Mato Grosso do Sul e aliado de José Cláudio Arantes, o ‘Tio Arantes’

Por Adriano Fernandes | 14/01/2020 19:26
PED (Penitenciária Estadual de Dourados). (Foto: Divulgação/FolhadeDourados)
PED (Penitenciária Estadual de Dourados). (Foto: Divulgação/FolhadeDourados)

O detento Geraldo de Souza Pereira, de 41 anos, o “Japonês” foi encontrado morto no final da tarde desta terça-feira (14) em uma das celas do pavilhão 2B da PED (Penitenciária Estadual de Dourados). 

Japonês foi encontrado enforcado, mas as informações iniciais são de que ele também estava sobre ameaças de morte após ter informado que deixaria o PCC (Primeiro Comando da Capital). Decisão que teria desagradado outros membros da facção criminosa, que comanda presídios por todo o país. 

Conforme o site MS em Foco, mesmo após ser comunicado pela direção do presídio de que poderia ser transferido de pavilhão ou cela, o detento se negava a deixar a ala onde cumpria pena. Peritos da Polícia Civil de Dourados foram até a penitência para apurar as circunstâncias que levaram a morte do detento. 

Conforme apurado pela reportagem, Japonês chegou a ser um dos líderes do PCC em Mato Grosso do Sul e aliado de José Cláudio Arantes, o ‘Tio Arantes’, também um dos principais integrantes da facção no Estado. Arantes liderou a maior rebelião que a Penitenciária Máxima de Campo Grande já teve, em 2006. Arantes está preso desde 2017, quando foi encontrado em um condomínio da Avenida Marquês de Pombal, em Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário