ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Interior

Em 5 horas, incêndio em área urbana devastou quase 50 hectares

Incêndio assustou moradores e se aproximou de pousadas

Por Dayene Paz | 19/01/2022 09:31
Incêndio de grandes proporções em Bonito. (Foto: Bonito Mais)
Incêndio de grandes proporções em Bonito. (Foto: Bonito Mais)

Incêndio que durou aproximadamente cinco horas, nesta terça-feira (18), devastou quase 50 hectares de mata, que margeia a área urbana de Bonito, cidade a 297 quilômetros de Campo Grande. O trabalho de combate ao fogo contou com o Corpo de Bombeiros, servidores da Secretaria de Obras e voluntários.

O fogo começou por volta das 17h30 de ontem. A proporção das chamas causou pânico em moradores e proprietários de algumas pousadas que ficam próximas ao local. O site Bonito Mais informou que o foco inicial dos bombeiros, segundo o sub-comandante tenente Machado, foi justamente combater as chamas que apresentassem risco a comunidade.

As primeiras ações de combate foram na região do Mangal, na Vila Donária, onde o fogo estava se aproximando de uma pousada. Na sequência, as equipes se dividiram em diferentes pontos da cidade e o Corpo de Bombeiros ficou em local onde as chamas eram maiores.

“Esse tipo de incêndio exige técnicas diferentes de combate. Não é com a água e o caminhão que a gente apaga, o acesso é difícil. Não adianta eu lançar mangueiras e tentar alcançar as chamas. Então, a gente usa a técnica de combate a incêndio florestal, onde primeiro a gente preserva as vidas, depois os bens matérias, como as construções que estejam em perigo eminente de serem atingidas. Então, verificamos as pousadas, algumas casas onde o fogo poderia alcançar”, detalha Machado.

Ainda segundo o comandante, algumas chamas alcançavam de 3 a 4 metros de altura, sendo impossível alcançá-las diretamente. “Nesse caso, a gente monta uma estratégia, temos bombas postais, abafadores e um pessoal bem treinado, que participou de combate a incêndios no Pantanal, por exemplo. Nós começamos por volta das 17h30 e só conseguimos combater completamente o fogo as 23 horas.”

Nos siga no Google Notícias