ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Em novo decreto, prefeita decide convocar professores contratados

Aulas não presenciais serão retomadas no dia 1º de junho; programação será definida nesta semana

Por Helio de Freitas, de Dourados | 25/05/2020 15:04
Prefeita Délia Razuk ao entregar hoje a ala para pacientes de coronavírus no Hospital da Vida (Foto: A. Frota/Divulgação)
Prefeita Délia Razuk ao entregar hoje a ala para pacientes de coronavírus no Hospital da Vida (Foto: A. Frota/Divulgação)

Em novo decreto publicado nesta segunda-feira (25), a prefeita Délia Razuk (PTB) recuou da decisão de dispensar os professores sem concurso e convocou todos os profissionais do magistério, concursados e contratados, para a retomada no dia 1º de junho das atividades pedagógicas nas escolas municipais de Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Decreto publicado na sexta-feira (23) convocava apenas os efeitos para a retomada hoje do calendário escolar e dispensava os 1.400 professores contratados, que já ficaram sem o salário de maio por causa da suspensão das aulas presenciais. As escolas municipais de Dourados estão sem aula desde 23 de março em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

No fim de semana, o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) recorreu à Justiça para obrigar a prefeitura manter os contratados que representam quase metade do efetivo de professores do município. "Rescindir ou suspender os contratos atenta até mesmo contra a dignidade da pessoa humana”, afirmou o sindicato.

Hoje de manhã, a prefeitura publicou novo decreto determinando a retomada das aulas não presenciais na próxima segunda-feira. Dourados tem em torno de 28 mil alunos em escolas e centros de educação infantil.

Segundo a prefeitura, o retorno dos profissionais para as atividades será “presencialmente ou por meio de trabalho home office, organizado pelo gestor escolar por meios digitais”.

As aulas serão ministradas através de atividades pedagógicas não presenciais até a suspensão do isolamento social. “A normativa com condições, meios e formas do retorno das aulas não presenciais será publicada posteriormente”, informa a prefeitura.

Ao Campo Grande News, o procurador geral do município Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo informou hoje que o novo decreto traz “ajuste solicitado por todos os envolvidos”. Segundo ele, nesta semana a Secretaria de Educação vai definir de que forma as atividades serão repassadas aos alunos, principalmente aos que não têm acesso à internet.

Aldeias – Conforme a prefeitura, as atividades nas escolas que funcionam nas aldeias indígenas vão continuar suspensas até deliberação da Secretaria de Educação junto com o Comitê de Gerenciamento da Emergência de Saúde Pública.

Nesta segunda-feira, a prefeitura informou que Dourados já tem 162 casos confirmados da covid-19, causada pelo novo coronavírus. Só nas aldeias são 54 moradores infectados.

Hoje de manhã, a prefeita ativou a ala do Hospital da Vida exclusiva para atendimento de pacientes da covid-19. A ala foi implantada com ajuda arrecadada pela Associação dos Amigos do Hospital da Vida.

O espaço tem dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 26 leitos de enfermaria e está preparado para receber pacientes de Dourados como e dos outros municípios da região.