ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Encontro de segurança pública debate atuação de polícias em manifestações

Bruno Chaves | 04/12/2013 16:53

Comandantes-Gerais de todos os estados brasileiros estão em Bonito – a 257 quilômetros da Capital – para discutirem segurança pública durante a 2º reunião ordinário do ano do CNCG-PM/CBM (Conselho Nacional de Comandantes-gerais das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares).

Na abertura do evento foi debatida a criação de uma doutrina única em manifestações, que objetiva preparar as polícias para protestos como os que ocorreram por todo o País em junho deste ano.

A secretária Nacional de Segurança Pública (Senasp), Regina Miki, e o secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini, participaram da solenidade. Os presentes debateram uma atuação única das tropas de choque.

Para o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e presidente do CNCG-PM/CBM, coronel Carlos Alberto David dos Santos, o objetivo do Conselho é adequar as culturas existentes no Brasil às necessidades da sociedade brasileira para dar as contribuições e neste sentido garantir uma segurança pública com eficiência. A criação de uma doutrina única nas manifestações foi um dos pontos apresentados.

“Ouvimos de diversas pessoas sobre a conduta das tropas de choque durante as manifestações, então apresentamos uma alternativa ao ministro da Justiça [José Eduardo Cardozo] e à secretária [Regina Miki]. Com a articulação das policias militares construímos a proposta e queremos que seja transformada em uma norma federal e que dê a capacidade de proteção não só à sociedade, mas aos policiais militares que trabalham na tropa de choque”, comentou.

De acordo com a assessoria de imprensa, este relatório do grupo de trabalho foi entregue nesta quarta-feira à secretária nacional que informou que o documento será entregue ao ministro da Justiça.

Para Regina Miki, policiais que atuarão na Copa do Mundo e em outras possíveis manifestações pelo Brasil a fora poderão ser capacitados. “Teremos para um policial um parâmetro de atuação e para a sociedade a certeza de que este estará capacitado dentro de regras que atendem a necessidades da sociedade”, disse.

A 2ª Reunião Ordinária do ano de 2013 do CNCG-PM/CBM acontece até sexta-feira (6).

Nos siga no Google Notícias