ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  20    CAMPO GRANDE 12º

Interior

Família conclui entrega de donativos e espera por libertação de menonita

Eletricista de 23 anos foi sequestrado há uma semana, em San Pedro, no Paraguai

Por Helio de Freitas, de Dourados | 13/12/2021 09:28
Mesmo com chuva, famílias se aglomeram para receber alimentos em bairro de Asunción. (Foto: ABC Color)
Mesmo com chuva, famílias se aglomeram para receber alimentos em bairro de Asunción. (Foto: ABC Color)

Familiares do menonita Peter Reimer Loewen, 23, esperam para hoje (13), a libertação do rapaz sequestrado há uma semana pelo EPP (Exército do Povo Paraguaio), em San Pedro, a 200 km do território sul-mato-grossense.

Neste domingo, a família do eletricista concluiu a distribuição de meio milhão de dólares em donativos para moradores de comunidades pobres nos departamentos de Concepción, San Pedro e Amambay e de duas favelas na capital Asunción.

Mesmo com resistência de muitas famílias, que recusaram os donativos por respeito à dor dos familiares do sequestrado, a distribuição chegou ao fim em dois bairros pobres da capital.

A distribuição dos donativos, até o valor de US$ 500 mil, foi exigência do grupo terrorista para a libertação do rapaz. Peter Reimer foi sequestrado pela célula do EPP denominada “Comandante Esteban Marín López”, formada por quatro homens e pelo menos uma mulher.

O sequestro ocorreu em San Pedro, mas Peter mora em San Alfredo, povoado pertencente ao departamento de Concepción, a 78 km do município de Caracol (MS).

Nas favelas Chacarita e Pelopincho, onde a distribuição chegou ao fim, os moradores alegam que decidiram aceitar os alimentos em apoio à família de Peter, pois só assim, as exigências poderiam ser cumpridas. Mas também afirmaram que sem esses donativos, não teriam o que comer no Natal.

Foi o próprio pai do sequestrado que levou os donativos às duas favelas, localizadas na área mais violenta da capital paraguaia. “Nos pediu orações por seu filho. Apesar de tudo, se alegrou e sorriu com as crianças”, disse a moradora Juana Vera.

Nos siga no Google Notícias