A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

11/07/2014 12:45

Governo retoma contorno ferroviário e quer obra concluída até o fim do ano

Luciana Brazil
Governador durante assinatura da ordem de serviço do contorno ferroviário. (Foto:Divulgação)Governador durante assinatura da ordem de serviço do contorno ferroviário. (Foto:Divulgação)

A obra do contorno ferroviário de Três Lagoas, a 337 quilômetros de Campo Grande, deverá ser concluída até o fim do ano, conforme determinou na manhã de hoje (11), o governador André Pucinelli (PMDB), ao assinar a ordem de serviço. O governo do Estado retoma as obras com recursos próprios, aproximadamente R$ 6 milhões, para concluir parte do que era responsabilidade do Dnit (Departamento Nacional Infraestrutura de Transporte). Orçado em R$ 32,6 milhões, o contorno começou a ser construído em 2010. Segundo o governo, 66% da construção já foi feita.

Hoje pela manhã, em visita ao trecho do contorno, onde um pontilhão cruza a BR-158, o governador determinou à empreiteira contratada, CMT Engesa Ltda, que agilize os trabalhos para concluir a superestrutura o quanto antes. Em discurso, ele disse também que, caso o prazo de seis meses seja curto, deixará dinheiro em caixa para o próximo gestor concluir o empreendimento no início de 2015.

O contorno é uma das obras mais esperadas pelos moradores de Três Lagoas, já que irá desbloquear muitas vias urbanas. A obra é uma parceria entre o governo do Estado e o governo Federal. “O Estado assume a partir de hoje totalmente e entregará esta obra completa”, assegurou André.

Em 2012, a obra chegou a ser barrada por irregularidades que envolveram o Dnit e a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos). A retomada das obras só acontece agora porque no convênio firmado no fim de 2008 com o Dnit, o órgão federal não abriu mão de cuidar da etapa de superestrutura do contorno – a parte final, que envolve a instalação de dormentes e trilhos. Porém, com atrasos, o governo do Estado pediu a delegação completa da obra, para que pudesse concluí-la.

Só agora o aval foi repassado ao governo sul-mato-grossense autorizando finalmente a implantação dos trilhos. Agora, Pucinelli poderá assumir a conclusão do contorno. 

Apesar dos impasses que envolveram a construção do anel viário, o MPF (Ministério Público Federal) reconheceu em Carta Precatória de Intimação que o governo de Mato Grosso do Sul cumpriu sua parte e que buscou incessantemente obter a delegação para executar a etapa final. “Até outubro de 2011, Mato Grosso do Sul cumpriu sua parte, que equivale a 66% da construção concluída”, diz um trecho do documento apresentado por Pucinelli.

Engenheiros já estão em Três Lagoas para vistoriar a estrutura que já estava terminada para ver se existe algum dano que necessite ser corrigido ao longo do traçado. Operários e maquinários já chegam ao canteiro de obras para começar os trabalhos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions