ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 23º

Interior

Homem chega armado em lanchonete, atira em rival e fere outros 2

Tripla tentativa de homicídio ocorreu por volta de 23h deste domingo em Dourados

Por Helio de Freitas, de Dourados | 05/07/2021 08:13
Bombeiros socorrem um dos feridos a tiros ontem à noite em Dourados (Foto: Adilson Domingos)
Bombeiros socorrem um dos feridos a tiros ontem à noite em Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Três homens foram feridos a tiros na noite deste domingo (4) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Eles estavam em uma lanchonete na Vila Cachoeirinha, bairro da região sul da cidade, quando o autor chegou ao local armado e começou a atirar. Ele foi identificado por uma das vítimas e segue foragido.

Os feridos são Renato Luna Meireles, 26, morador em Porto Murtinho, Lucas Almeida Nunes, 22, e Petherson Fernandes Barreto, 23, os dois residentes em Dourados.

Lucas foi atingido com tiro na barriga e no braço esquerdo, Renato foi alvejado nas costas e no ombro direito e Petherson foi ferido com quatro disparos, um no pescoço e três nas costas.

Renato e Lucas foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e Petherson foi levado ao Hospital da Vida por outras pessoas. Policiais militares estiveram no local do atentado e recolheram dois projéteis no chão.

No hospital, os PMs conversaram com as três vítimas. Segundo os feridos, os três estavam dentro da lanchonete quando o atirador chegou com arma na mão e abriu fogo.

Mesmo ferido com quatro tiros, Petherson estava consciente e apontou como autor dos tiros homem identificado como Jhonatan Rodrigues, conhecido como “Lento”. Ele disse que já tinha registrado ocorrência por tentativa de homicídio contra Jhonatan.

Em abril de 2019, Petherson Fernandes Barreto tinha sido preso pela Polícia Civil acusado de envolvimento no assassinato de Vagner Sebastião dos Santos Haak, 27, o “Bugão”, julgado e condenado à morte no chamado “tribunal do crime”, prática adotada pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

A Vila Cachoeirinha, bairro onde ocorreu o atentado deste domingo, é apontada pela polícia como reduto da facção criminosa nascida em presídios paulistas, mas atualmente presente em todos os Estados brasileiros e em vários países da América do Sul.

Renato Luna Meireles também tem antecedentes criminais. Em 2015, aos 20 anos de idade, ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas.

No dia da prisão, no dia 29 de maio daquele ano, Renato se escondeu em uma casa onde dois adolescentes jogavam videogame, mas foi encontrado pelos policiais no banheiro. O nome de Lucas não aparece em ocorrências policiais recentes na cidade. (Colaborou Adilson Domingos)

Outro ferido a tiros em lanchonete no momento em que chegava ao hospital (Foto: Adilson Domingos)
Outro ferido a tiros em lanchonete no momento em que chegava ao hospital (Foto: Adilson Domingos)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário