A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

27/01/2015 18:55

Homem mata namorada com faca de serra, mas garante que só queria "assustá-la"

Liana Feitosa
Crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (27) no bairro Jardim dos Estados, em Corumbá. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (27) no bairro Jardim dos Estados, em Corumbá. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Luciane de Caldas Fernandes, de 34 anos, morreu depois de ter sido esfaqueada pelo companheiro, Jairo Vasques de Moraes, 32 anos. Segundo o jornal Diário Corumbaense, ela foi agredida na madrugada desta terça-feira (27) no bairro Jardim dos Estados, parte alta da cidade de Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o agressor, ele decidiu golpear a mulher apenas para “assustá-la” porque ela o teria traído.

Jairo usou uma faca de serra para golpear a vítima na região da barriga. Ela foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada ao hospital, onde passou por procedimento cirúrgico. No entanto, Luciane não resistiu ao ferimento e morreu no início da tarde no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa da cidade.

Ainda de acordo com o jornal, Luciane não tem parentes em Corumbá. Natural de Campo Grande, estava em situação de rua e, para viver, recebia auxílio de integrantes de uma igreja evangélica.

Segundo testemunhas, a vítima e o agressor iniciaram o relacionamento há cerca de um ano. Na época, Luciane estava grávida de outro homem. No entanto, as testemunhas afirmaram que Jairo e Luciane estavam separados, mas ele não aceitava o término.

Depois de golpear Luciane, Jairo fugiu, mas foi preso na tarde desta terça-feira (27) na casa de um tio. Moradores da região chegaram a cercar o local para que o acusado não fugisse.

Ainda segundo o Diário Corumbaense, ele foi levado pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia Civil e negou que estivesse separado de Luciane. O homem ficou sabendo da morte da companheira no Distrito Policial. Jairo Vasques tem passagens policiais por roubo, ameaça e constrangimento ilegal.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions