ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUINTA  09    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Escondido em banheiro, homem que matou namorada a marteladas é preso

Ivonil Gomes de Freitas foi encontrado escondido em um banheiro em baixo de cobertores; ele confessou que cometeu o crime

Por Fernanda Palheta e Helio de Freitas | 22/02/2020 08:16
Ivonil Gomes de Freitas confirmou ser o autor do crime. (Foto: Reprodução)
Ivonil Gomes de Freitas confirmou ser o autor do crime. (Foto: Reprodução)

Ivonil Gomes de Freitas, de 41 anos, que matou a namorada Jucileide Barbosa de Oliveira, 40 anos, com golpes de martelo na madrugada da última quinta-feira (20), foi preso na noite de ontem (21) em uma casa no distrito de Culturama, município de Fátima do Sul.

De acordo com o registro policial, Ivonil foi encontrado na Rua Curitiba, escondido em um banheiro inacabado, embaixo de cobertores. Após ser dada voz de prisão, ele foi algemado, encaminhado para o Hospital Sias e em seguida levado para a delegacia.

Aos policiais militares, ele confessou ser o autor do crime. Ivanil será ouvido hoje e indiciado. O mandado de prisão foi expedido juiz da Primeira Vara Do Poder Judiciário da Comarca de Fátima do Sul, Vitor Zampieri.

"É importante a atenção que o Poder Judiciário da comarca tem dado aos casos de violência doméstica contra a mulher. Ágil na concessão de medidas protetivas de urgência e duro na aplicação da lei aos agressores", destaca o titular da Delegacia da Mulher de Fátima do Sul, Humberto Perez Lima.

Caso -Jucileide Barbosa de Oliveira, 40, foi assassinada na madrugada desta quinta-feira (20). O corpo foi encontrado no quarto da casa. A ferramenta suja de sangue foi encontrada na casa, localizada na Rua Pioneiro. No local os policiais também encontraram uma faca suja de sangue, possivelmente também usada pelo assassino.

Segundo a perícia, a mulher tem várias lesões nos braços, indicando que ela fez movimento para tentar se defender dos ataques, mas foi morta com golpes na cabeça e com corte no pescoço. O corpo estava do lado da cama e havia sangue na parede, no lençol e no travesseiro.