A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

03/04/2019 10:06

Marido mata mulher a golpes de faca e feminicídio faz a 4ª vítima da semana

Crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (3) onde o casal vivia, na região central do município

Viviane Oliveira e Geisy Garnes
Garrucha apreendida na casa onde a vítima foi encontrada morta a golpes de faca (Foto: divulgação/Polícia Civil) Garrucha apreendida na casa onde a vítima foi encontrada morta a golpes de faca (Foto: divulgação/Polícia Civil)

Mais um feminicídio foi registrado na manhã desta quarta-feira (3) no Estado. Nilce Elias da Rocha Bento, 56 anos, foi morta a golpes de faca, na Avenida Caarapó, no Centro de Naviraí, distante 366 quilômetros de Campo Grande. O principal suspeito pelo crime, Aderval Bento, conhecido como “Bugão”, está foragido.

Conforme a Polícia Civil, o caso aconteceu por volta das 7h30 na casa onde o casal vivia. Nilce morreu no local e foi encontrada caída no chão do quarto pela filha que acionou a polícia. Após o crime, Aderval fugiu num veículo Classic preto (de placas NJR-1310). As primeiras informações dão conta que o autor matou a vítima por não aceitar a separação. Policiais militares e civis fazem buscas pelo suspeito. Na casa do casal foi apreendida uma espingarda adaptada para cartuchos 36 e 22 milímetros.

Esse é o quarto caso de feminicídio registrado em Mato Grosso do Sul somente nesta semana. No domingo (1º), Neuricleia Martins da Silva, 41 anos, foi agredida até a morte, em Chapadão do Sul. O marido dela, o mecânico Reinaldo Filisbino de Souza, se apresentou no dia seguinte à polícia de Costa Rica. A vítima foi morta após ser agredida com panela elétrica na cabeça.

Polícia faz buscas para encontrar Aderval, conhecido como Bugão (Foto: divulgação/Polícia Civil) Polícia faz buscas para encontrar Aderval, conhecido como Bugão (Foto: divulgação/Polícia Civil)
Nilce foi morta pelo marido a golpes de faca. Ele está foragido (Foto: divulgação/Polícia Civil) Nilce foi morta pelo marido a golpes de faca. Ele está foragido (Foto: divulgação/Polícia Civil)

Na manhã de segunda-feira (1º), Maria das Graças da Hora Pereira, 50 anos, e o namorado dela, Laércio Pereira de Souza, 63 anos, foram mortos. Os corpos foram encontrados na casa onde viviam no assentamento Paraíso, em Terenos. O principal suspeito pelos crimes é o ex-marido da vítima. Ele está foragido. O nome dele não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

Também na manhã do mesmo dia, o corpo da adolescente Jheniffer Cáceres de Oliveira, 17 anos, foi encontrado em estado de decomposição, em Sidrolândia. Ela foi esganada pelo marido, Paulo Eduardo dos Santos, 18 anos, na noite da última sexta-feira (29). O mau cheiro chamou a atenção da proprietária da quitinete, que acionou a Polícia Militar. Paulo foi preso em flagrante e deve ser transferido ainda nesta semana para um presídio da Capital.

Nos primeiros quatro meses deste ano, 12 mulheres foram assassinadas de forma brutal no Estado, de acordo com dados da Sejusp (Secretária do Estado de Justiça e Segurança Pública). São quatro casos a mais, se comparados com o mesmo período do ano passado. Em 2018, 32 mulheres foram vítimas de feminicídio em MS.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions