ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 16º

Interior

MPF recomenda fiscalização após denúncia de terceirização de merenda

Viviane Oliveira | 14/07/2015 09:08
A agricultura familiar local fornece pelo menos 30% dos produtos destinado a merenda escolar da região. A terceirização da produção é proibida pelo PNAE. (Foto: divulgação/MPF)
A agricultura familiar local fornece pelo menos 30% dos produtos destinado a merenda escolar da região. A terceirização da produção é proibida pelo PNAE. (Foto: divulgação/MPF)

Após denúncia de terceirização da produção, o MPF (Ministério Público Federal) recomendou à Prefeitura de Batayporã, distante 335 quilômetros de Campo Grande, que fiscalize o fornecimento de alimentos por agricultores familiares do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). O município tem um prazo para responder se acata ou não a recomendação. Em caso positivo, deverá, apontar quais ações foram adotadas.

De acordo com as normas do programa, os alimentos entregues ao município devem ser produzidos pelo fornecedor e não podem ser revendidos nem negociados por intermediários.

A venda direta dos produtos é para garantir renda aos pequenos empreendedores da região, que são responsáveis por no mínimo 30% de todos os alimentos adquiridos para a merenda escolar do município.

O MPF, então, recomenda à prefeitura da cidade que inclua nos próximos editais e contratos, a regra da produção direta dos alimentos que forem adquiridos pelo PNAE e que fiscalize se o acordo tem sido cumprido pelos agricultores. O objetivo é fortalecer a agricultura familiar, bem como fiscalizar as verbas públicas gastas no âmbito do PNAE

A reportagem tentou falar sobre o assunto com a assessoria de imprensa da Prefeitura, mas a ligação não foi atendida. 

Nos siga no Google Notícias