A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

14/02/2019 08:45

Mulher que tramou morte do marido tinha fugido de casa na madrugada

Valdirene Fiorentino da Silva aproveitou que empresário não estava em casa e fugiu por volta de 1h de domingo; ele registrou boletim de ocorrência e pediu ajuda para localizar a mulher

Helio de Freitas, de Dourados
Local onde empresário bateu caminhonete após ser baleado por pistoleiros (Foto: Adilson Domingos)Local onde empresário bateu caminhonete após ser baleado por pistoleiros (Foto: Adilson Domingos)
Pedro, suposto amante de Valdirene, trabalha na empresa da vítima (Foto: Reprodução)Pedro, suposto amante de Valdirene, trabalha na empresa da vítima (Foto: Reprodução)

Uma trama envolvendo muito dinheiro e um caso extraconjugal que por pouco não terminou em assassinato. Esse é o enredo do episódio em que Valdirene Fiorentino da Silva, 35, e o amante tramaram o assassinato do marido dela, o empresário José Pereira Barreto, 38, ferido com três tiros no final da tarde de ontem (13) em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

José Barreto é dono da Eurotur, empresa que atua no transporte de turistas, principalmente para grandes centros de compras no Paraná, São Paulo e Goiás.

Pedro Jorge Braga Cancio Junior, 29, funcionário da Eurotur e apontado pela polícia como amante de Valdirene, também está preso junto com outros cinco homens.

Na segunda-feira (11), o empresário procurou a Polícia Civil para comunicar o desaparecimento da mulher. Segundo ele, Valdirene tinha saído de casa por volta de 1h da madrugada de domingo e a família não conseguia falar com ela. O casal estava junto há 17 anos e tem três filhos, de 16, 12 e 10 anos.

José Pereira Barreto contou que Valdirene tinha dito ao filho do meio que ia sair para dar uma volta. O empresário não estava em casa naquele horário.

A mulher chamou um carro através de aplicativo de carona paga e foi até a casa de um amigo da família, onde pediu para carregar o celular por alguns minutos e deixou o local em um táxi. Depois disso a família não teve informação sobre ela.

“Ela não tem esse tipo de atitude e não procurou ninguém dos familiares, nem do círculo de amigos, estamos apavorados com a situação”, disse o empresário no dia seguinte ao desaparecimento. Ele chegou a pedir ajuda nas redes sociais para localizar a mulher.

Valdirene e o amante, funcionário do marido dela, são acusados de tramar o crime (Foto: Reprodução)Valdirene e o amante, funcionário do marido dela, são acusados de tramar o crime (Foto: Reprodução)

Apareceu na delegacia – No início da noite de ontem, logo após José Pereira Barreto ser ferido com três tiros por dois homens em uma moto, Valdirene foi até a 1ª Delegacia de Polícia. A presença dela chamou a atenção dos policiais, já que oficialmente ela estava desaparecida.

O SIG (Serviço de Investigações Gerais) entrou no caso e ainda na noite de ontem desvendou o atentado. Valdirene confessou ter tramado a morte do marido junto com o amante, que trabalhava como motorista na Eurotur.

A mulher contou que o empresário descobriu o caso entre ela e o funcionário e teria decidido fugir da cidade temendo represália do marido.

Mais presos – Além de Valdirene e Pedro Junior, foram presos Leandro Alves Goncalves, 24, David Jonathan dos Santos, 29, João Paulo Alves Cardoso, 26, Paulo Vitor dos Santos, 32, e Charles Barros de Lima Ribeiro, 21.

Às 15h, o delegado Rodolfo Daltro, chefe do SIG, vai conceder entrevista coletiva para dar mais detalhes do caso.

A polícia vai investigar também a origem de pelo menos meio milhão de reais encontrados na casa do empresário, onde também foram localizadas duas armas.

Veja abaixo as imagens do local onde o empresário sofreu o atentado:

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions