A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/02/2016 17:49

Padrasto é preso acusado de estuprar e engravidar enteada de 12 anos

Mariana Rodrigues

Um homem de 40 anos foi preso, acusado de estuprar a enteada de 12 anos e engravidá-la. Ele mantinha relações sexuais com ela há cerca de um ano, na própria casa em que convivia com a mãe da menina. Segundo informações policiais, no dia em que foi preso, o autor teria levado a menor para fazer uma ultrassom. O caso aconteceu em Rio Negro, distante 144 quilômetros de Campo Grande.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Fábio Magalhães, a mãe da menina notou que ela apresentava um comportamento estranho. "Ela estava muito quieta, vivia pelos cantos e por conta desse comportamento diferente a mãe desconfiou que algo estava errado", conta.

Aos questionar a filha sobre o que estava acontecendo a menina acabou confessando que estava grávida. "Ao ser confrontada sobre quem seria o pai, ela disse que era do padrasto fato que ele também confirmou, tanto para a mãe da menina quanto em depoimento", disse Magalhães.

Diante da confissão da filha, a mãe levou a menina ao médico e fez um exame que comprovou que a menor estava no sétimo mês de gestação. Com a prova, ela acabou expulsando os dois de casa e foi até a delegacia onde denunciou o o crime.

A prisão preventiva do autor foi decretada na semana passada, logo após a mãe da menina ir até a delegacia e informar o fato. Na quinta-feira (4), foi decretada a prisão preventiva e ele foi ouvido. "Em depoimento ele contou que sabia que a menina estava grávida e inclusive havia levado ela para fazer um exame de ultrassom".

Magalhães disse ainda que durante o depoimento da criança, ela nega que tenha sido ameaçada pelo padrasto para que mantivesse relações com ele, mas contou que recebia presentes e dinheiro. "Durante o depoimento ela disse que ele a tratava muito bem e dava muitos presentes para ela".

O estupro acontecia na casa em que a criança morava com o padrasto e a mãe. O delegado conta que eles mantinham relações dentro do quarto da menina enquanto a mãe estava em casa. "Geralmente eles mantinham relações no momento em que a mãe estava dormindo. A principio a mãe não sabia de nada". Ainda segundo o delegado, atualmente a menina está vivendo com parentes.

O homem foi preso na última quinta-feira e nesta semana foi transferido para Campo Grande. Ele vai responder por estupro de vulnerável. O delegado informou ainda que nesse caso, o Código Penal entende que se a pessoa fizer sexo com menor de 14 anos não há consentimento.



Este é tipo de crime mais banal no Estado do Mato Grosso do Sul, todos os dias tem noticiário que em alguma cidade aconteceu este tipo de barbárie. Portanto, não basta apenas prender o monstro, essas Mães dessas crianças, também, deveriam serem presas, porque a grande maioria delas não aguentam ficar sob um teto sem ter um macho ao seu lado e com isto colocando em risco a integridade física e moral dos menores indefesos. Agora, já passou a hora de nosso País ter a pena de PRISÃO PERPÉTUA para crimes hediondos, principalmente aqueles cometidos contra crianças.
 
Ezequiel em 12/02/2016 19:36:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions