A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017

23/05/2012 15:56

Perícia indica que escrivão de polícia matou jovem e enterrou ossada

Mariana Lopes

O caso aconteceu em novembro do ano passado e a ossada foi encontrada em abril, na BR-162

Após conclusão dos trabalhos da perícia, um escrivão de Polícia Civil de Campo Grande foi preso acusado pelo assassinato de Sandi Loana Honório Cardoso, na época com 22 anos.

A perícia comprovou que as cápsulas de pistola ponto 40, de uso exclusivo da Polícia, que estavam próximo a ossada, era do escrivão. O exame de balística indicou que os tiros saíram da arma do escrivão.

Ela desapareceu em novembro do ano passado e a ossada dela foi encontrada em abril deste ano, às margens da MS-162, em Maracaju. Reconhecimento das roupas de Sandi e exame de DNA confirmaram que a ossada era dela.

O delegado de Polícia Civil Luis Augusto Milani vai falar sobre o caso em entrevista coletiva amanhã, às 15h, na Delegacia Geral de Polícia Civil, em Campo Grande.

(Com informações do Dourados Agora)




Divulga o nome desse infeliz ai, se vocês não sabem tá aki o nome, R.B.A, conhecido como Barém!
 
Luiz Fernandes em 24/05/2012 11:08:10
Se o réu for primário ele certamente irá responder em liberdade. No Brasil o crime parece compensar.
 
Jose da Silva em 24/05/2012 07:24:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions