ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Piloto preso após queda de helicóptero mentiu sobre ser ex-policial

Ele caiu várias vezes em contradição e por fim, assumiu que apenas havia feito o concurso público da PRF

Clayton Neves | 11/10/2020 21:15
Acompanhado de advogado, suspeito prestou depoimento na Depac de Dourados. (Foto: Adilson Domingos)
Acompanhado de advogado, suspeito prestou depoimento na Depac de Dourados. (Foto: Adilson Domingos)

Preso na tarde deste domingo (11), em Dourados, o condutor do helicóptero que viria para Campo Grande e caiu em Rosana (SP) mentiu ao dizer à polícia que era ex-policial rodoviário federal. Em depoimento, Eduardo Camargo, de 39 anos, confessou ainda que não tinha documentação que o autorizava a pilotar a aeronave.

Na delegacia, o suspeito foi questionado sobre qual turma da PRF havia feito parte, neste momento, caiu várias vezes em contradição e por fim, assumiu que apenas havia feito o concurso público para a função, sem ser aprovado para assumir o cargo. Ele estava acompanhado de um advogado.

Em depoimento, ele contou que havia sido contratado para levar o helicóptero de Assis (SP) até uma fazenda em Campo Grande, no entanto, se recusou a dizer quem havia o contratado e disse que não sabia o endereço final da viagem, que segundo ele, estava apenas no gps da aeronave que ficou completamente destruída após a queda.

Mesmo sem apresentar evidências claras sobre a viagem e o serviço que faria, ele negou suspeita levantada de que pudesse estar a mando do tráfico de drogas.

O Caso - Segundo a polícia, ele pilotava o helicóptero que caiu esta manhã na área do assentamento Nova Pontal, em Rosana (SP). O acidente aconteceu por volta das 8h22 e a aeronave ficou completamente destruída depois de pegar fogo.

A PM (Polícia Militar) de Dourados foi comunicada por equipe de São Paulo que o piloto havia deixado o local do acidente e pedido socorro a sitiante até o distrito de Primavera (SP) e, de lá, pego um táxi para Mato Grosso do Sul.

O piloto foi localizado em Dourados, próximo da rodoviária. Ele ainda tentou fugir depois de perceber a presença da equipe, mas foi alcançado depois de quatro quadras e preso. Levado para a Polícia Civil, ele foi ouvido e liberado.

Nos siga no Google Notícias