ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Polícia busca por câmeras para identificar suspeito de furtar corpos

Bebê natimorto e adolescente de 12 anos tiveram caixões violados no domingo (19)

Por Gustavo Bonotto e Helio de Freitas, de Dourados | 20/05/2024 22:27
Cemitério São Vicente de Paula local de onde corpos foram levados. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Cemitério São Vicente de Paula local de onde corpos foram levados. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

A Polícia Civil de Ponta Porã está buscando por imagens de câmeras de segurança para identificar o suspeito de invadir um cemitério e furtar dois corpos. O caso aconteceu no município distante 313 quilômetros de Campo Grande, durante a madrugada de domingo (19).

A delegada titular da 1ª DP, Elisangela Ferreira Cristaldo, disse à reportagem nesta segunda-feira (20) que as imagens devem também identificar como foi feito o transporte dos restos mortais. "Estamos investigando as proximidades para encontrá-lo. Temos uma linha que busca por um veículo, pois seria necessário o uso de um carro ou picape no transporte dos cadáveres".

Ainda segundo a delegada, os cadáveres estariam exalando um cheiro muito forte, "[...] perceptível ao sair nas ruas". Ela complementou a informação dizendo que funcionários do cemitério invadido e os familiares dos dois corpos furtados foram ouvidos pela investigação.

Conforme noticiado, as vítimas seriam um bebê natimorto e uma adolescente de 12 anos. Eles morreram de forma natural e foram sepultados no Cemitério São Vicente de Paula. Quem encontrou os túmulos abertos foi o vigia do cemitério que chegou para trabalhar por volta das 6h e percebeu a falta.

O caso foi registrado como destruição, subtração ou ocultação de cadáver, na delegacia de Ponta Porã. Até o momento ninguém foi preso e os corpos não foram localizados.

Para a reportagem, o prefeito Eduardo Campos (PSDB) disse estar acompanhando os desdobramentos do caso. “Foi terrível o que aconteceu, nunca teve isso neste cemitério. O espaço é o mais recente aberto no município, inaugurado em 2010. Segundo o gestor, é popular, sem jazigos que contenham material que possa atrair ladrões em busca de algo de valor.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias