A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/08/2016 09:03

Polícia descarta tráfico e trio preso ontem responde por contrabando

Três moradores de Naviraí foram presos ontem acusados de fazer consórcio para o tráfico de quase duas toneladas de maconha

Helio de Freitas, de Dourados
Caminhonete encontrada abandonada com 1.800 quilos de maconha (Foto: Divulgação)Caminhonete encontrada abandonada com 1.800 quilos de maconha (Foto: Divulgação)

Os três homens presos ontem (29) por tráfico de drogas em ação conjunta do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e policiais militares, no município de Naviraí, a 366 km de Campo Grande, foram autuados por contrabando.

Na Polícia Civil, para onde foram levados, não ficou comprovado o envolvimento deles com os 1.800 quilos de maconha que estavam na caminhonete Toyota Hilux, encontrada abandonada na mesma estrada vicinal em que os suspeitos foram presos.

Mauro José Siqueira, 43, Cláudio Peralta Bernal, 26, e Jorge Luís de Deus Romero de Araújo, 26, todo moradores em Naviraí, foram presos depois que uma equipe do DOF abordou uma caminhonete S10 verde com placa de Icaraíma (PR), que transitava em uma estrada do Assentamento Auxiliadora, na região de Iguatemi.

A S10 era conduzida por Jorge e Cláudio viajava como passageiro. Na caminhonete foram encontrados 24 pneus contrabandeados. Os policiais observaram que mais dois veículos seguiam em comboio e pediram apoio da Policia Militar em Naviraí, para fechar o cerco.

Depois de 20 km, na MS-180, a equipe do DOF interceptou uma caminhonete Mitsubishi L200 bege com placa de Naviraí, conduzida por Mauro Siqueira. Alguns quilômetros à frente, a PM localizou a Toyota Hilux preta com placa de Brasília (DF), abandonada às margens da rodovia com 1.886 quilos de maconha. A caminhonete tinha sido roubada no dia 19 de janeiro deste ano em Brasília.

Os policiais que fizeram a apreensão acreditavam que os três faziam parte de um consórcio para o contrabando de pneus e tráfico de maconha e que Mauro fazia o papel de batedor de estradas. Entretanto, a Polícia Civil concluiu que o trio não tinha envolvimento com a droga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions