A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

13/04/2019 08:23

Polícia prende suspeito de assassinar missionário americano na fronteira

Crime ocorreu no dia 10 de abril na colônia indígena Mboi Jagua de Villa Ygatimí, no departamento de Canindeyú, a cerca de 90 quilômetros da fronteira do Paraguai, com Paranhos

Izabela Sanchez
Suspeito foi preso por policiais paraguaios de Villa Ygatimí (Foto: Divulgação/Ponta Porã Informa)Suspeito foi preso por policiais paraguaios de Villa Ygatimí (Foto: Divulgação/Ponta Porã Informa)

Policiais paraguaios de Villa Ygatimí prenderam, na sexta-feira (12), Atanacio Godoy Fernández, principal suspeito de ter assassinado o missionário americano Wayne Laroy Goddar, de 50 anos, na quarta-feira (10). Goddar foi morto a tiros na colônia indígena Mboi Jagua de Villa Ygatimí, no departamento de Canindeyú, a cerca de 90 quilômetros da fronteira do Paraguai, com Paranhos.

O site Ponta Porã informa afirma que o suspeito foi detido pela investigação de homicídio doloso, mas já havia uma ordem de prisão por roubo contra ele, de 2012. Junto com ele, a polícia encontrou duas armas e munições.

Wayne Laroy Goddar era naturalizado paraguaio e foi morto por 5 atiradores que invadiram a sua propriedade na manhã de quarta-feira. Ele era pregador da Missão Novas Tribos do Paraguai.

Segundo um casal de testemunhas, Olga Morales Martínez e Abilo Gómez Piris, os atirados cercaram a casa e anunciaram o assalto. Eles disseram que a vítima ainda tentou fugir pelos fundos da casa, depois de ouvir um tiro, mas foi alcançado pelos homens, que atiraram em seu peito, braço, antebraço e mão direita.

A vítima foi encaminhada para o Hospital Regional de Curuguaty, mas não resistiu aos ferimentos. No local do crime os policiais apreenderam uma espingarda, calibre 20, cano duplo, e um laptop da marca Sony, preto, que seriam da vítima.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions