A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

02/04/2019 19:14

Presos fazem greve de fome em protesto contra superlotação de celas

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Autoridades durante a conversa com os presos, nesta terça-feira(02). (Foto: Divulgação) Autoridades durante a conversa com os presos, nesta terça-feira(02). (Foto: Divulgação)

Cerca de 30 presos fizeram greve de fome em protesto contra a superlotação das celas da 1ª Delegacia de Polícia de Dourados – cidade a 233 quilômetros de Campo Grande. A manifestação que teve início nesta segunda-feira (01) terminou hoje à tarde (02), depois que representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e dos Direitos Humanos, estiveram no local e mediaram o impasse.

Ao Diário MS, as autoridades comentaram que a superlotação nas celas da delegacia tem provocado “dificuldades operacionais e afligido as condições de convivência dos próprios internos”. Em celas para quatro presos, por exemplo, chegam a ficar até 22 pessoas. 

Contudo, depois de muita conversa, os presos concordaram em cessar a greve de fome. As discussões também foram acompanhadas pelo conselheiro federal Wander Medeiros e o representante da Comissão de Direitos Humanos, Rafael Medeiros.

Para tentar evitar a superlotação o delegado titular da delegacia, Adilson Stiguivitis pediu à 4ª Subseção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) - que engloba os municípios de Dourados e Itaporã -, a transferências dos presos. No entanto, ainda não há data definida para a remoção dos detentos para o presídio.

O presidente da 4ª Subseção Alexandre Mantovani, também ressaltou que já está providenciando “encaminhamentos e diligências” para encontrar saídas para acabar com a superlotação das celas.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions