ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 28º

Interior

Procurado pela Justiça, paraguaio é ferido na fronteira e preso em hospital

Eder Armando Benitez, de 34 anos, levou tiros em Ponta Porã e foi socorrido até hospital no lado paraguaio

Por Anahi Zurutuza | 25/07/2021 11:14
Éder Armando foi levado para a Clínica Viva Vida, do lado paraguaio, onde foi identificado (Foto: Ponta Porã News)
Éder Armando foi levado para a Clínica Viva Vida, do lado paraguaio, onde foi identificado (Foto: Ponta Porã News)

Procurado pela polícia do Paraguai desde 2004 e foragido da Justiça brasileira desde 2011, Eder Armando Benitez, de 34 anos, foi "preso" em hospital de Pedro Juan Cabellero após ser ferido a tiros e precisa de socorro. Segundo o Ponta Porã News, após atentado em Ponta Porã, lado brasileiro da fronteira, ele foi levado para a Clínica Viva Vida, do lado paraguaio, onde foi identificado.

Ainda conforme a apuração do jornal da fronteira, Eder foi ferido na perna esquerda, nádega e coxa direita, mas não corre risco de morrer. Ele estava morando no Bairro San Gerardo, em Pedro Juan. As circunstâncias do ataque, na manhã deste domingo (25), não foram detalhadas.

Eder Armando responde a pelo menos 3 processos no Brasil, todos por roubo, conforme resultado da consulta disponível no sistema processual on-line do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). O mais antigo é de 2009 e tramita na 2ª Vara Criminal de Ponta Porã.

De acordo com a apuração do site local, no Paraguai, o homem já tem condenação e deve ser levado para o cumprimento da sentença na cadeia, assim que receber alta médica.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário