A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

22/11/2015 11:10

Produtores se unem para criar microindústria e valorizar produção leiteira

Priscilla Peres
Reunião com produtores aconteceu na semana passada. (Foto: Divulgação)Reunião com produtores aconteceu na semana passada. (Foto: Divulgação)

Para aumentar o valor pago pelo leite, moradores e pequenos produtores de Figueirão - distante 226 km de Campo Grande, se uniram em uma associação para viabilizar a instalação de uma microindústria leiteira no município.

A Amprust (Associação de Moradores e Produtores Rurais da Comunidade Quilombola de Santa Tereza) conta com 64 moradores e pequenos produtores rurais, de 28 propriedades, que juntos produzem 120 mil litros de leite por mês.

“Começamos há cerca de 13 anos, produzindo 25 mil litros de leite por mês, com nenhuma valorização. Atualmente o preço bruto do leite chega a R$ 0,90 o litro”, afirma o presidente da Associação, Carlos Adriano Cardoso Carneiro. Para aumentar o rendimento, ele acredita que criar uma indústria é a melhor opção. "Assim poderemos empacotar o leite e beneficiar nossa própria população”.

Recentemente o presidente da associação quilombola encaminhou amostra da sua produção leiteira para laboratório no Paraná, e obteve resultados que surpreenderam, como as taxas de 3,30% de proteína e 3,43% de gordura, resultados suficientes para valorizar a produção atual em R$ 0,07 por litro.

“Prezamos por qualidade em tudo que fazemos e temos muito potencial”, esclarece Carneiro, ao informar que além do leite, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar e do Programa de Aquisição de Alimentos, a comunidade produz e, fornece à escola municipal de Figueirão, produtos como batata, hortaliças, abóbora, mandioca e outros.

Produzir Mais - O Programa Produzir Mais foi criado pela Prefeitura Municipal de Figueirão com o objetivo de subsidiar de ferramentas a agricultura familiar, por meio ações e investimentos voltados à produção leiteira, fornecimento de genética, estímulos à hortifruticultura e à produção de mandioca.

De acordo com Prefeito de Figueirão, Rogério Rosalin, a capacidade da Associação e aptidão à agropecuária da região, estimularam o Programa que viabilizará a microindústria leiteira. “Inicialmente, por meio do Produzir Mais, vamos fornecer assistência técnica e genética. Com doação de sêmen sexado de touros das raças holandesa e girolando, o potencial de produção vai elevar, enquanto cuidamos das estratégias para viabilizar a indústria no município”, pontua Rosalin, esclarecendo a meta de cumprir com 200 protocolos de Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF), até dezembro de 2015.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions