A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

17/10/2018 18:20

Rapaz é executado na frente do pai, quinto caso do dia na fronteira

Com passagem por assalto, Danilo Morinigo foi morto com 30 tiros por dois encapuzados que disseram ser policiais

Helio de Freitas, de Dourados
Danilo cumpria pena em liberdade por roubo e foi morto em sua casa, em Ponta Porã (Foto: Reprodução)Danilo cumpria pena em liberdade por roubo e foi morto em sua casa, em Ponta Porã (Foto: Reprodução)

Danilo Solis Morinigo, 20, é a quinta vítima do dia sangrento na Linha Internacional entre Ponta Porã (MS) e Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Por volta de 15h30 desta quarta-feira (17), ele foi executado com pelo menos 30 tiros de fuzil por dois homens encapuzados.

Os pistoleiros chegaram falando que eram policiais, mandaram o rapaz deitar no chão e o mataram na frente do pai, Valdemir Morinigo, 42, que correu para dentro da casa onde estavam algumas crianças.

Valdemir disse que os pistoleiros estavam em uma picape Fiat Strada vermelha. Eles desceram com armas em punho, chamaram Danilo pelo nome e o mandaram se deitar no chão. De imediato começaram a atirar e foram embora no veículo.

O morador contou aos policiais que o filho não tinha mencionado sofrer ameaças, mas havia saído recentemente da prisão após cumprir parte da pena por roubo e estava em liberdade condicional.

Danilo foi preso em maio de 2016 acusado de vários assaltos em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. Ele e Sebastião Reinaldo Leiva, 19, contaram na época que praticavam uma média de dez roubos por dia nas duas cidades, principalmente contra mulheres e estudantes.

Outras mortes – Em Pedro Juan Caballero, cidade separada de Ponta Porã por uma rua, quatro pessoas foram assassinadas entre a noite de ontem até meio-dia de hoje.

O paraguaio Edgar David Romero, 25, foi alvejado com cinco tiros de pistola calibre 9 milímetros quando estava em uma quadra de vôlei, por volta de 21h30 desta terça-feira.

Ele chegou a ser levado ao hospital de Pedro Juan Caballero, onde recebeu atendimento. Na madrugada de hoje, foi transferido para a capital Assunção, mas morreu antes de chegar ao destino.

Na manhã de hoje, os corpos de Eliza Aparecida Villagra, 19, e a adolescente Raquel Chamorro, 16, as duas de nacionalidade paraguaia, foram encontrados em um lixão.

As duas foram mortas com tiros na nuca, disparados de curta distância e os assassinos ainda tentaram atear fogo nos corpos.

Em julho deste ano, Eliza tinha sido presa junto com outras três pessoas na casa onde foi encontrada a caminhonete Toyota Hilux preta, roubada dois dias antes do vereador Idenor Machado (DEM), em Dourados.

Piloto – Por volta de meio-dia, no centro de Pedro Juan, o piloto brasileiro Mauro Alberto Parra Espíndola, 58, foi alvo de atentado a tiros de fuzil. Os pistoleiros estavam em uma SUV banca que emparelhou com a Ranger de Mauro e começaram a atirar, na Avenida Mariscal Lopez.

Apesar de a Ranger ser blindada, vários projéteis de 7,62 perfuraram a lataria e os vidros e atingiram o brasileiro. Os disparos dilaceraram a mão esquerda dele. Mauro foi levado para um hospital particular de Pedro Juan Caballero e morreu menos de duas horas depois.

Beira-Mar – Chamado de “narcopiloto” por trabalhar para grandes traficantes que atuam na Linha Internacional, Mauro chegou a ser preso no Paraguai em 2005 e extraditado para o Brasil, acusado de ligações com o narcotraficante carioca Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

Ele também tinha trabalhado para outros dois megatraficantes da fronteira, Jorge Rafaat Toumani, morto em 2016, e Luiz Carlos da Rocha, o “Cabeça Branca”, que está preso no Presídio Federal de Catanduvas (PR).

Em 2007, Mauro foi condenado em primeira instância, mas as penas foram anuladas pelo TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região.

A decisão beneficiou outros 11 condenados na mesma ação, entre eles Fahd Jamil Georges, chamado de “El Padrino da fronteira” e o ex-prefeito e ex-vereador de Ponta Porã Landolfo Fernandes Antunes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions