ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 14º

Interior

Restos mortais de corpo queimado serão analisados em Campo Grande

Carro de advogado desaparecido foi encontrado em chamas com corpo no porta-malas

Elci Holsback e Helio de Freitas | 16/02/2017 14:36
Advogado está desaparecido e familiares reconheceram veículo queimado (Foto: Divulgação)
Advogado está desaparecido e familiares reconheceram veículo queimado (Foto: Divulgação)

Corpo encontrado carbonizado dentro de um carro na manhã desta quinta-feira (16) em Dourados, distante 233 km de Campo Grande, será trazido para a Capital para exame de DNA e raio X, segundo a Polícia Civil de Dourados.

De acordo com o delegado que atendeu a ocorrência, Lupércio Degerone, mesmo com confirmação de familiares que a vítima é o advogado Valmir Leite Júnior, desparecido desde ontem, é necessária confirmação via exames.

"Conforme depoimento da família, tudo leva crer que seja o advogado são necessários exames como o DNA para afirmarmos taxativamente que seja ele", relata Degerone.

Por ter sido carbonizado, os restos mortais ficaram muito pequenos, mas o corpo será trazido inteiro para o IMOL (Instituto Médico Legal e Odontológico) para verificar se há marcas como projéteis de bala. 

Responsável pelas investigações, o delegado Mateus Zampieri vai pedir a quebra de sigilos telefônico e bancário do advogado.

Carro foi encontrado em chamas (Foto: Divulgação)
Carro foi encontrado em chamas (Foto: Divulgação)

O caso - Nesta manhã, o veículo Ford Fusion, placas de São Paulo, que pertence a Valmir leite Júnior, foi encontrado próximo a uma estrada entre os bairros Jardim Guaicurus e Estrela Verá. O carro foi totalmente queimado e o corpo estava no porta-malas, carbonizado.

O advogado havia saído de Dourados ontem, com destino a Pedro Juan Caballero, para levar uma pessoa para se apresentar à Justiça paraguaia.

O pai do advogado, Valmir Leite, reconheceu o carro do filho. Valmir Leite Júnior tinha entre seus clientes um traficante que está preso na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Nos siga no Google Notícias