ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Secretaria tenta antecipar inauguração de hospital com 20 leitos de UTI

Com 90% das obras já concluídas, casa de saúde deve ser referência para casos de novo coronavírus

Por Jones Mário | 05/04/2020 11:55
Hospital terá área de 6,3 mil m², além de 18 mil m² de urbanismo e infraestrutura completa (Foto: Divulgação)
Hospital terá área de 6,3 mil m², além de 18 mil m² de urbanismo e infraestrutura completa (Foto: Divulgação)

Em transmissão ao vivo na manhã deste domingo (5), o secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, revelou que tenta antecipar a inauguração do Hospital da Mulher e da Criança, em Dourados, para torná-lo referência ao tratamento do novo coronavírus na região sul do Estado.

Segundo o titular da pasta, as obras da casa de saúde estão 90% concluídas. O local terá 20 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) - exigidos em casos graves da síndrome - e “de 30 a 40” leitos clínicos.

“Vamos conversar com o ministério da Educação, porque é uma obra conduzida pela Ebserh [Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares], para antecipar a obra e equipá-la”, discorreu Resende.

Dourados e região somam 7 casos confirmados de novo coronavírus (Foto: Reprodução/SES)
Dourados e região somam 7 casos confirmados de novo coronavírus (Foto: Reprodução/SES)

Segundo última atualização da SES, Dourados tem 6 casos confirmados de contaminação pela covid-19, além de uma ocorrência suspeita. A vizinha Ponta Porã tem um caso confirmado e outro em investigação. Batayporã também tem enviado pacientes ao municipio. Ao todo, Mato Grosso do Sul soma 65 casos identificados.

Hospital - O Hospital da Mulher e da Criança é construído em área anexa ao Hospital Universitário de Dourados, com investimento federal de R$ 51 milhões. Segundo publicou a SES nos primeiros dias de março, a primeira etapa da obra estava prevista para ser entregue em maio. A unidade promete ser a maior em estrutura materno-infantil do Estado.

A casa de saúde terá área total de 6.370,68 metros quadrados, além de 18 mil metros quadrados de urbanismo e infraestrutura completa. Na primeira etapa, o hospital vai ofertar 55 leitos e, na segunda, mais 80, distribuídos entre UTIs Pediátrica, Neonatal e UCIs (Unidades de Cuidados Intermediários), além de estruturas de apoio, como banco de leite humano e ambulatório para recém-nascidos.