A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

03/06/2019 11:33

Sem creche há anos, mães enfrentam dificuldade para trabalhar

Mãe de três filhos, auxiliar de cozinha diz que já pagou R$ 300 reais para cuidadora, mas dinheiro faz falta no fim do mês

Ronie Cruz
Moradores dizem que distrito com mais de 4,2 mil habitantes nunca teve creche (Foto: Ronie Cruz)Moradores dizem que distrito com mais de 4,2 mil habitantes nunca teve creche (Foto: Ronie Cruz)

Mães com filhos de menos de 4 anos e que precisam trabalhar enfrentam dificuldades por causa da falta de creche no distrito de Anhanduí, a 55 quilômetros do Centro de Campo Grande. Ao Campo Grande News, famílias reclamam que aguardam há anos pela implantação de uma unidade de educação básica para a comunidade e, apesar de reivindicarem creche em abaixo-assinado, ainda não foram atendidas.

A dona de casa Rita Maciel Ribeiro, 21 anos, desempregada e mãe de dois filhos - um de dois meses outro de 3 anos - está entre as dezenas de mães que reclamam do problema. “Nunca teve creche aqui. Fizemos um abaixo assinado esses tempos para trazer uma creche, mas até hoje nada”, afirmou.

Rita Ribeiro, 21, diz que já pensou duas vezes na hora de aceitar vaga por não ter com quem deixar os filhos (Foto: Ronie Cruz)Rita Ribeiro, 21, diz que já pensou duas vezes na hora de aceitar vaga por não ter com quem deixar os filhos (Foto: Ronie Cruz)

Rita diz que já pensou duas vezes na hora de disputar vaga de emprego porque não tem com quem deixar os dois filhos. “Esses dias abriu vaga em um posto de combustível, mas eu não tinha com quem deixar as crianças. Eu quero trabalhar. E se eu arrumar emprego eu vou ter de pagar alguém pra cuidar deles até se eles abrirem uma creche aqui”, acrescentou Rita.

Mãe solteira de gêmeas de 2 anos e de outra filha de 3 anos, a auxiliar de cozinha Joselaine Miranda Cabreira, 25, conseguiu um emprego no período noturno em um restaurante. Ela diz que às vezes precisa pagar R$ 300 para que alguém cuide das filhas dela, mas o dinheiro faz falta no fim do mês.

“Era certo ter uma creche aqui mesmo. Falaram que seria mês passado. Agora ficou para junho e ninguém sabe ao certo. À noite meu ex-marido, que trabalha durante o dia, fica com as crianças, mas às vezes os nossos horários não batem e eu preciso pagar para que alguém cuide”, explicou Joselaine que mora há quatro anos em Anhanduí.

Na casa do Seo Reginaldo a preocupação maior é com o neto de 2 anos que não tem com quem ficar (Foto: Ronie Cruz)Na casa do Seo Reginaldo a preocupação maior é com o neto de 2 anos que não tem com quem ficar (Foto: Ronie Cruz)

Na casa do trabalhador rural Reginaldo Ortega da Silva, 52, a dificuldade é a mesma. O avô tem dois netos de 2 e 7 anos de idade. “Lá em casa, eu, a minha mulher e a minha filha, que é mãe deles, trabalham. Eu passo a maior parte do tempo na fazenda e não tem quem fique com eles. Pra não deixar eles sozinhos, a mãe leva eles para o trabalho em uma lojinha aqui, mas é muito difícil para fazer duas coisas ao mesmo tempo. O que salva um pouco é que a mais velha estuda de manhã, mas o mais novo que apronta mais não tem com quem ficar”, disse o avô.

Segundo dados do último Censo Demográfico realizado em 2010 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população de Anhanduí naquele ano era de 4,2 mil habitantes. No distrito, existem duas unidades de ensino, a escola municipal Isaura Bento Nogueira (que oferece ensino para a educação infantil e fundamental para crianças com idade a partir dos 4 anos) e a escola estadual Pólo Francisco Cândido de Rezende (ensino médio).

Outro lado - A Semed (Secretaria Municipal de Educação) informou que o distrito de Anhanduí será contemplado com uma Emei (Escola Municipal de Educação Infantil - antigo Ceinf), prevista para entrar em funcionamento na segunda quinzena de agosto. Além disso, a equipe da Central de Matrículas já esteve no distrito fazendo levantamento da demanda de vagas e a expectativa é atender 150 alunos.

Último Censo Demográfico revelou que população no distrito era de 4,2 mil em 2010 (Foto: Ronie Cruz)Último Censo Demográfico revelou que população no distrito era de 4,2 mil em 2010 (Foto: Ronie Cruz)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions