A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019

28/03/2017 15:43

Sem-terra desocupam sede do Incra esperando reunião em Brasília, dia 12

Helio de Freitas, de Dourados
Trabalhadores rurais deixam prédio do Incra em Dourados (Foto: Direto das Ruas)Trabalhadores rurais deixam prédio do Incra em Dourados (Foto: Direto das Ruas)

Depois de 24 horas de invasão, trabalhadores rurais ligados ao MSTB (Movimento Sem-Terra do Brasil) deixaram na tarde de hoje (28) a sede do Incra em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.

A ocupação foi encerrada depois que o movimento conseguiu agendar uma reunião para o dia 12 de abril com presidente nacional do Incra, Leonardo Góes Silva. O encontro ficou definido durante reunião hoje com o superintendente do Incra em MS, Humberto César Mota Maciel.

“Decidimos encerrar a ocupação, mas a luta continua e novos atos serão feitos nos próximos dias”, afirmou um dos líderes do MSTB.

Hoje à tarde, o líder regional do movimento), Vanildo Elias de Oliveira, o Douglas, passou mal quando participava da reunião com Humberto Maciel e teve de ser levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) com quadro de hipertensão.

Os sem-terra cobram do superintendente do Incra providências para a demarcação da fazenda São Marcos, de propriedade da família do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e condenado na Lava Jato.

Ontem, os trabalhadores rurais invadiram a Usina São Fernando, também da família Bumlai, e saíram após a chegada da Polícia Militar com o oficial de Justiça que foi notificá-los sobre a reintegração de posse. Da usina eles vieram para a sede do Incra em Dourados, onde ocuparam ontem à tarde e permanecem até agora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions