A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

23/02/2019 11:23

TJ dobra pena de homem que assaltou loja e esfaqueou vendedor

Marcelo Prenda Albernaz Elias, 43, foi preso em flagrante após assaltar joalheria no shopping de Dourados, em agosto de 2017

Helio de Freitas, de Dourados
Marcelo fugiu com joias roubadas da loja após esfaquear vendedor, mas foi preso em flagrante (Foto: Divulgação/PM)Marcelo fugiu com joias roubadas da loja após esfaquear vendedor, mas foi preso em flagrante (Foto: Divulgação/PM)

A 2ª Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acatou recurso do Ministério Público e dobrou a pena de um homem preso em agosto de 2017 por tentativa de latrocínio em Dourados, a 233 km de Campo Grande. A decisão foi tomada no dia 12 deste mês e só publicada nesta semana.

Preso em flagrante logo após assaltar uma joalheria no Shopping Avenida Center, ameaçar a vendedora e esfaquear um vendedor que tentou detê-lo, Marcelo Prenda Albernaz Elias, 43, o “Carioca”, agora terá de cumprir 17 anos, 10 meses e 20 dias pelo crime de latrocínio tentado.

Somando a condenação por furto, já que antes do assalto à joalheria ele tinha furtado um casaco em outra loja do shopping, a pena estipulada pelo relator do caso, desembargador Jonas Hass Silva Junior, chega a 20 anos, 4 meses e 20 dias de prisão.

Primeira condenação – Em agosto do ano passado, o juiz Marcus Vinícius de Oliveira Elias, da 1ª Vara Criminal de Dourados, tinha condenado Marcelo a 9 anos, 10 meses e 36 dias.

A defesa, feita pela Defensoria Pública, recorreu ao TJ pedindo a absolvição do crime de furto por falta de provas – ele estava com um casaco reconhecido pelos vendedores como de uma loja do shopping.

Também pediu a desclassificação do crime de latrocínio tentado para roubo, além de solicitar o reconhecimento da atenuante pelo fato de Marcelo ter confessado o assalto.

Já o promotor de Justiça João Linhares Junior recorreu pedindo aumento da pena devido aos antecedentes criminais de Marcelo. Por dois votos a 1 a Câmara Criminal negou o recurso da defesa e acatou o pedido do MP.

Vídeo – O assalto foi gravado pelas câmeras de segurança da loja. As imagens mostram Marcelo entrando na joalheria com uma sacola na mão. Em seguida ele arrasta a vendedora pelos cabelos e a obriga a lhe entregar duas pulseiras de ouro.

A vendedora aproveitou que o assaltante se afastou dela e saiu correndo da loja. Outro vendedor se aproximou e entrou em luta com o bandido. O rapaz foi esfaqueado no braço. As imagens mostram Marcelo desferindo os golpes com uma faca.

Marcelo conseguiu sair do shopping e foi preso por uma equipe da Polícia Militar em uma casa abandonada, a 300 metros do local do crime.

Em juízo, ele confessou o assalto, disse que desferiu os golpes de faca para tentar escapar. Ainda afirmou ao juiz que quando saía para cometer um assalto ia decidido a tudo ou nada, “podendo matar ou morrer”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions