A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

16/09/2012 20:52

Vereadora e candidata é suspeita de envolvimento com furto de gado

Gabriel Neris

Entre as pessoas que compravam o gado furtado estava a vereadora de Bodoquena Lenilda Damasceno (PDT)

A operação “Abigeato Pantaneiro” terminou com a prisão de quatro pessoas envolvidas com o furto de gado nas regiões do Taboco e de Cipolândia. A investigação também envolve uma vereadora que é candidata e é apontada como suspeita de comprar gado furtado.

De acordo com o Setor de Investigações Gerais da Delegacia Regional de Aquidauana, foram presos Ezequiel Vilalva de Andrea, 27, José Roberto de Araújo Valente, 38, Leomar Onório Rodrigues, 31, e Gilmar da Luz Franco, 33.

Eles são acusados de formação de quadrilha e posse de arma de uso restrito.

As investigações tiveram início há dois meses, quando foram furtadas 106 cabeças de gado de uma fazenda pantaneira na região do Taboco.

Ezequiel, conhecido pelo apelido de “Brother”, era dono de um caminhão gaiola e de uma fazenda onde estocava os bovinos. De acordo com a polícia, José Roberto era responsável por convencer capatazes de fazenda a participar dos furtos.

Segundo a policia, Leomar furtava o gado nas fazendas da região de Cipolândia, e contava com a ajuda de Gilmar para embarcar o gado no caminhão do chefe da quadrilha.

Parte do gado furtado foi encontrado em duas fazendas. Os proprietários responderão pelo delito de receptação, com pena de um a quatro anos de prisão. Foram encontradas diversas armas de fogo de calibre de uso restrito das forças armadas.

Com o grupo foram apreendidas armas de fogo, munições, dinheiro, veículos utilizados para o transporte de animais, instrumentos para remarcar o gado, além de diversas cabeças de gado.

As investigações continuam para identificar outras pessoas que estão envolvidas. Eles responderão aos crimes de quadrilha, posse ou porte de arma de uso restrito, furto qualificado e receptação.

Vereadora investigada Segundo a polícia, entre as pessoas que compravam o gado furtado estava a vereadora de Bodoquena Lenilda Damasceno (PDT). Atualmente, ela é candidata à Câmara Municipal de Aquidauana.

De acordo com os investigadores, ela será indiciada por receptação. Durante as buscas, a vereadora não estava na fazenda, porém seu irmão, Adalto Damasceno, foi preso por porte ilegal de arma e encaminhado a 1ª DP de Aquidauana.

Homem atira contra trabalhadores em alojamento de obra de asfalto
Funcionários de uma empresa responsável pela construção do asfalto na estrada do distrito de Piraputanga, distante 121 quilômetros de Campo Grande, s...
Homem de 50 anos morre após passar mal durante partida de futebol
Edvaldo Franco de Arruda, de 50 anos, morreu na noite de ontem (22) após passar mal durante uma partida de futebol, no campo do Complexo Poliesportiv...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions