ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Vídeo mostra desespero de filho que viu pai ser morto em colisão de barcos

Colisão entre barcos causou uma morte e deixou outros dois homens feridos

Por Adriano Fernandes e Marta Ferreira | 02/05/2021 21:51

Vídeo a que o Campo Grande News teve acesso, mostra o desespero do filho do pescador Carlos Américo Duarte, de 59 anos, após o pai ser morto em colisão envolvendo dois barcos no Rio Miranda, neste sábado (1º). Nivaldo Thiago Filho de Souza, condutor do barco que causou a batida, foi ouvido pela polícia, mas liberado logo em seguida.

O acidente aconteceu por volta das 13h40 no encontro dos Rios Miranda e Aquidauana. O vídeo foi gravado por um dos homem que acompanhavam a pescaria em outro barco. "Foi um motor '115' que bateu nele e se mandou. Vou ligar para o 'Toninho' para segurar ele lá, e vem vindo o barco ali ó. O cara vem mal ali", diz um dos pescadores ao se encontrar com um outro barco no leito do rio.

Na sequência, a outra embarcação com o filho da vítima chega ao local. "O meu pai morreu, cara. Aquele filha da p.... Aquele barbeiro filha da p.... Eu vou matar ele", grita o rapaz, aparentemente ao lado do corpo do pai, sem vida, na embarcação.

O filho de Carlos ainda não teve depoimento coletado pela polícia, porque está internado em observação. Havia uma terceira pessoa no barco que também ficou ferida e já prestou depoimento. O barco em que as vítimas estavam foi atingido por uma lancha de motor 115 Hp, tendo a inscrição “Mamba Negra”, que fugiu após o acidente.

Carlos e os dois sobreviventes foram salvos por outros pescadores que passavam pelo local após a batida. A lancha pertencia a Nivaldo Thiago, mas ele não tinha habilitação para conduzir barco. Quando foi abordado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), enquanto deixava a região depois de causar o acidente, o rapaz admitiu que havia bebido, mas não quis fazer o teste do bafômetro.

Mesmo diante de todas as evidências, ele foi ouvido e liberado. Marinha e Polícia Civil farão perícia nos dois barcos durante a semana para apurar as circunstâncias do acidente.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário