ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 25º

Interior

Vídeos mostram tempestade que virou barco-hotel e momentos após naufrágio

Fala de quem estava lá foi de que “vai acabar o mundo, meu Deus!”

Por Lucia Morel | 17/10/2021 10:39


Vídeos mostram a aproximação de tempestade e momentos logo após embarcação virar em Corumbá, no Rio Paraguai, na sexta-feira (15), deixando seis mortos e uma pessoa desaparecida.

Voz masculina de uma das pessoas que está em barco no Rio Paraguai diz “vai acabar o mundo, meu Deus!” enquanto filma o temporal se formando e o que parece ser uma nuvem de areia que cercava parte do local.

As imagens impressionam. Mais lanchas estavam na área e se aproximam desta embarcação. Noutro vídeo, o barco-hotel Carcará já aparece virado e alguns pescadores que passavam, avisavam da necessidade de se chamar a Marinha.


No último vídeo enviado à reportagem, de longe, homem filma a chegada do que seria a Marinha e a Capitania dos Portos, cerca de três horas e meia depois do acidente e relata que haveria sete pessoas presas na embarcação.

A reportagem procurou o Corpo de Bombeiros de Corumbá, que comentou não poder confirmar se as imagens são do momento do acidente, mas tudo indica que sejam.

Sobreviventes às margens do Rio Paraguai após o acidente (Foto: Direto das ruas)
Sobreviventes às margens do Rio Paraguai após o acidente (Foto: Direto das ruas)

O acidente - O Corpo de Bombeiros Militar retomou, na manhã deste domingo (17), as buscas por Fernando Rodrigues Leão, de 44 anos, última vítima desaparecida no naufrágio.

Vinte e uma pessoas estavam na embarcação que virou durante a tempestade de sexta-feira (15), 14 delas pessoas conseguiram flutuar, segurar no barco e aguardar socorro. Sete ficaram desaparecidas nas águas e, até o momento, seis foram encontradas mortas após buscas do Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil.

As vítimas são os irmãos Geraldo Alves de Souza, de 78 anos, e Olímpio Alves de Souza, 71; Fernando Gomes de Oliveira, 49 anos e Thiago Souza Gomes, de 18 anos, pai e filho e também Vitor Celestino Francelino, de 64 anos e Mauro Rodrigues Canavarro, de 49 anos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário